Banner Haras Regina Topo
10 jun 2019 | 01:37:17

A fantástica história de George Washington ganha as páginas do GP Brasil

Da genialidade de Luis Esteves ao brilho incessante do nacional Redattore: crioulo do Stud TNT, pertencente ao Stud Happy Again, venceu a prova máximo do turfe nacional.

George Washington escreveu seu nome na história do GP Brasil.

Imagem: Sylvio Rondinelli/Divulgação JCB

Quando, há 1 ano, o Stud Happy Again adquiriu, por alta soma, George Washington junto ao Stud TNT, não foram poucos os que colocaram em xeque o sucesso da investida. Com o passar dos meses, e sem que o animal confirmasse seus, desde sempre, muito comentados exercícios, a conversa ganhou tons quase uníssonos: um mero “ladrão de trabalhos”, comprado a preço de ouro.

Depois de tantas nuances e de trocar nada menos que 3 vezes de treinador, o castanho tornou a realidade aquilo que muitos profetizaram ser impossível: venceu, na tarde deste domingo (9), no Hipódromo da Gávea, o Grande Prêmio Brasil (gr.I).

Marcelo Gonçalves, que terminou o sábado sob severas críticas, em razão de sua turbulenta direção no GP Major Suckow (com Efetivo Bull, que também pertence ao Stud Happy Again), redimiu-se de maneira esplendorosa. Trazendo George Washington das últimas colocações, viu seu conduzido arrancar, com total destreza, na reta de chegada. Nos 200 finais o páreo já se encontrava liquidado, em seu favor.

Or Noir (Soldier of Fortune), sempre conferido, avançou para formar a dupla a 3 corpos e ½. Animal de difícil condução, Taksim (Discreet Cat) disparou na primeira metade da prova, bancando briga ferrenha com Olympic Icecream (Discreet Cat) e ainda assim resistiu em terceiro, a 4 corpos. Vindo de vencer o GP São Paulo, Olympic Hollywood (por Soldier of Fortune, 7 e ¾) foi o quarto. Leviatan (por Shanghai Bobby, 9) completou o marcador.

A seguir, Garrison, Galaxy Runner, Tanto Riso, Agassi, Gaivina, Avião Sureño, Deep Dream, Olympic Icecream e Devil Cat.

George Washington, pela primeira vez, correu sob os cuidados de um genial Luis Esteves. Sabendo da fama do animal, Esteves correu-o sem trabalhos, apenas à base de seus galopes matutinos. Como resultado, obteve sua terceira vitória consecutiva no GP Brasil (gr.I), vez que precedida pelos êxitos de Voador Magee (2017) e Quarteto De Cordas (2018).

George Washington é um 3 anos, filho do nacional Redattore, multicampeão do Troféu Mossoró de Melhor Reprodutor Nacional. Sua mãe, Princesa Carina (Know Heights), além de descender da excepcional Heavenly Dancer (Fitzacarraldo), já havia produzido o derby winner de São Paulo, Bonaparte (Elusive Quality).

Em sua décima terceira saída obteve a segunda vitória (primeira clássica). Tempo de 2:27.94 para os 2.400m na pista de grama (pesada).

Mais notícias

Maroñas: Coldplay e El Danzarín vencem clássicos em teste para a semana máxima

Brasileiros brilharam em momentos importantes do último sábado, na capital uruguaia. Milheiro do Stud Hulk e velocista do Stud Duplo Ouro firmam-se como fortes candidatos para vencer na festa máxima local, no dia 6 de janeiro.

Ler na íntegra

Gulf Watch brilha na Copa ABCPCC Regional (L)

Defensor de Roberto V. de Aguiar da Costa confirmou retrospecto que faz dele um dos líderes da geração 2015, em Porto Alegre.

Ler na íntegra

Criação: War Command servirá na Argentina no segundo semestre

Garanhão da Coolmore ficará no Haras La Vacacion e será o primeiro filho de War Front a servir no país

Ler na íntegra