09 Abr 2017 | 18:06:06

Absoluta, No Regrets é a nova tríplice coroada do turfe brasileiro

Corredora do Haras Doce Vale passou com louvor pelo GP Zélia Gonzaga Peixoto de Castro (gr.I) e agora se junta a Indian Chris, Virginie, Be Fair e Old Tune

No Regrets tornou-se a quinta tríplice coroada da Gávea

Imagem: Gérson Martins

Defendendo um eventual de devolução, e contando com a torcida de milhares de turfistas, espalhados pela Gávea e por todo o país, No Regrets, filha de Fluke e Buy Me Love (Jules), de criação e propriedade do Haras Doce Vale, tornou-se a nova tríplice coroada do turfe brasileiro ao vencer o Grande Prêmio Zélia Gonzaga Peixoto de Castro (gr.I). O páreo, reservado a potrancas de 3 anos, foi corrido nesse domingo (9), no Rio de Janeiro, no desfecho da tríplice coroa de éguas.

Pela baliza dois, Felka (Agnes Gold) foi para a dianteira após a largada. Say It Again (Holy Roman Emperor) e Regal Aura (Agnes Gold) avançaram sobre a ponteira ainda na primeira passagem do pelotão pelo disco. No Regrets era a quarta, correndo Vozniacki (Mr. Nedawi), pela cerca, em quinto.

Na reta oposta, o train de corrida desacelerou um bocado. Felka seguia na ponta, correndo Say It Again em segundo e Regal Aura em terceiro. Vozniacki, pelos paus, era a quarta. Wesley da Silva Cardoso, por sua vez, mantinha No Regrets em quinto. Quando as competidoras passavam pela curva, No Regrets, ao desgarrar algumas balizas, perdeu certo terreno, mas nada que lhe causasse qualquer prejuízo, pelo contrário: na abordagem da reta final, a grande favorita tinha caminho limpo à frente para desenrolar toda a sua ação.

Na hora da verdade, No Regrets não tardou em arrancar rumo à primeira colocação. Em questão de segundos, ao ser castigada por seu jóquei, a candidata ao título deixou para trás aquelas que vinham à sua frente, tomando conta do páreo logo na seta dos 300 finais. 

E sem dar qualquer chance ao azar, e às oponentes, No Regrets passou a "desfilar", sob os aplausos do público presente às tribunas cariocas, em direção à meta. No disco de sentença, 4 corpos separavam No Regrets da sempre presente Etapa Vencida (Wild Event), que formou a dupla. Estella Rossa (Drosselmeyer, 7) foi a terceira. Felka (7 e 1/2) e Envoi De Fleurs (por Wild Event, 8) completaram o placar.

Depois chegaram Keynote, Figeac, Say It Again, Vozniacki e Regal Aura. 

Treinador de No Regrets, Venâncio Nahid iguala seu colega Dulcino Guignoni, ao anexar sua segunda tríplice coroa ao currículo - vez que em 2012 já havia conseguido o feito com Old Tune. Já No Regrets obeteve a sua quinta vitória em 6 corridas. Além das duas primeiras etapas da tríplice coroa - GGPP Henrique Possolo (gr.I) e Diana (gr.I) -, No Regrets também conta com o troféu do GP Mariano Procópio (gr.III).

Aguardada, agora, no Grande Prêmio Brasil (gr.I), No Regrets junta-se a Indian Chris (1991), Virginie (1998), Be Fair (2000) e Old Tune (2012) no rol de tríplices coroadas do Jockey Club Brasileiro.

Tempo do páreo: 2:29.76.

Mais notícias

Leilão da Criação Nacional ABCPCC 2017: catálogo oficial da etapa São Paulo

Evento será realizado nos dias 5 e 6 de maio no Jockey Club de São Paulo

Ler na íntegra

Criação: Berlino Di Tiger servirá na Jamaica

Crioulo do Haras Curitibano viajou para o país juntamente do ganhador de G1, Lion Tamer

Ler na íntegra

Cool Cowboy, um Kodiak Kowboy, vence o Al Shindagha Sprint (gr.III) em Dubai

Prova que há 11 anos era vencido pelo brasileiro Heart Alone, o Al Shindagha Sprint (gr.III), em 1.200m na pista de areia, para produtos de 3 e mais anos, com US$ 200 mil de dotação, foi disputado ontem (2), em Meydan, por produtos de 3 e mais anos. Vitória do norte-americano Cool Cowboy, 6 anos, filho de Kodiak Kowboy e... [continua ]

Ler na íntegra