Banner Haras Regina Topo
07 Jan 2018 | 19:37:13

Argentina: polêmica envolvendo taxa provoca cancelamento de reunião em San Isidro

Imbróglio relacionado à taxa equivalente a aproximados R$ 170,00 instituída pelo hipódromo e contestada pelos profissionais impediu a realização de corridas, em San Isidro, na última sexta-feira.

San Isidro: início turbulento de 2018

Imagem: La García

O ano de 2018 começou turbulento para o turfe argentino. No final de dezembro, o Hipódromo de San Isidro anunciou que, a partir de 1º de janeiro de 2018, as inscrições ficariam condicionadas ao pagamento de uma taxa de 1.000 pesos (algo em torno de R$ 170,00). Os valores, por sua vez, se destinariam ao custeio de despesas do serviço veterinário e laboratório químico. A casta profissional logo reagiu, em contrariedade à medida. Por fim, a reunião da última sexta-feira (5) restou cancelada.

No dia 2 de janeiro o website Turf Diario publicou matéria relatando que a Gremial de Professionales e a Asociación de Proprietários entraram em rota de colisão. A entidade dos proprietários decidiu não apoiar a decisão da Gremial de Professionales em orientar o boicote, de inscrições e montarias, para a reunião do dia 5.

A tensão aumentou, ainda mais, um dia depois, quando o Hipódromo de San Isidro circulou comunicado repreendendo as iniciativas pretendidas pela Gremial de Professionales, as quais classificou como “atitudes de índole mafiosa”. Em contrapartida, não houve assinatura de montarias para a reunião do dia 5, composta por 11 páreos de campos pouco numerosos. Um deles, inclusive, com apenas 3 animais.

Por fim, na sexta-feira, o Hipódromo de San Isidro decidiu suspender as corridas. Em que pese a frustração decorrente de tal fato, o cancelamento da reunião, conforme informado pelo website do tabloide Diário Popular, resultou de uma reunião entre representantes da Gremial de Professionales e do Hipódromo de San Isidro.

Os profissionais exigiram – e San Isidro acatou – que, num primeiro momento, a cobrança da taxa de 1.000 pesos fosse suspensa para a realização de inscrições e assinatura de montarias, junto à reunião do próximo dia 10. Como uma segunda reivindicação, que a cobrança da taxa restasse discutida na assembleia geral extraordinária da diretoria da Gremial, convocada para amanhã (8).

As inscrições para a provável reunião da próxima quarta-feira (10) deverão ser realizadas até as 13 horas desta segunda-feira.

No Brasil, a cobrança de taxa de inscrições traduz prática disseminada dos clubes promotores de corridas, inclusive do Jockey Club Brasileiro, que alardeia possuir folgada sobra de caixa.

Mais notícias

Magic Citizen acusa sobras na Prova Especial Felício

Defensor da Coudelaria Jéssica não deu susto na melhor prova da "noturna" carioca

Ler na íntegra

EUA: brasileiros finalizam fora do marcador em provas graduadas

Kiss Me Now, Some In Tieme e Vettori Kin competiram ontem (23) em páreos do calendário clássico norte-americano.

Ler na íntegra

Projeto de lei que equipara cavalos a gado é aprovado no Kentucky

Medida trará benefícios, principalmente, de ordem fiscal aos criadores de equinos

Ler na íntegra