Banner Haras Regina Topo
08 Abr 2018 | 18:51:57

Cometa Karlo vence o Clássico Jockey Club de São Paulo (L)

Filho do nacional Pitu da Guanabara, pertencente ao Stud Embalagem, venceu a primeira prova clássica do Derby Day, na Gávea.

Cometa Karlo atropelou com sucesso

Imagem: Gérson Martins

Disputado neste domingo (8), no Hipódromo da Gávea, o Clássico Jockey Club de São Paulo (L), em 1.000m na pista de grama (pesada), para produtos de 2 e mais anos, marcou vitória de Cometa Karlo, 6 anos, filho de Pitu da Guanabara e Karla Bay (Oggex), de criação e propriedade do Stud Embalagem.

Deslocando apenas 47 quilos, a potranca de 2 anos, So In Love (Tiger Heart) forçou, na busca pela primeira posição, juntamente de Maestro da Serra (Mastro Lorenzo). Espiritus (Drosselmeyer) corria em terceiro, aparecendo Best Top (Top Hat) e Voando Sorrindo (Voando Baixo) em seguida. Cometa Karlo, como de praxe, acionava contido, no fundo do pelotão.

No tiro direto, So In Love resistiu às investidas adversárias até a altura dos 300 finais. Nesse ponto, Voando Sorrindo infiltrou-se, por dentro da ponteira, tomando conta da prova. Não demorou, porém, para que Cometa Karlo, em vistoso arremate, roubasse a cena, mais aberto. Rente à cerca, Luna Baluna custava a encontrar caminho livre, para o arremate.

Sob comando de Valdinei Gil, Cometa Karlo derrotou Voando Sorrindo por 1 corpo e ¼. Luna Baluna (1 e ½), que somente teve espaço para avançar nos lances decisivos da prova, finalizou em terceiro. Best Top (2 e ¾) e Espiritus (3) depois.

A seguir, Super Rapha, Maestro da Serra e So In Love.

Treinado por Daniel Lopes, Cometa Karlo obteve a nona vitória em 31 saídas. Ganhador dos Clássicos Sabinus (L) e São Francisco Xavier (L), registrou tempo de 56.14.

Velocista de escol criado pelo Stud Smith de Vasconcellos, Pitu da Guanabara (Ringaro e Seattle, por Southern Halo) desempenhou campanha de realce, ao final da década de 1990 e início dos anos 2000, com 9 vitórias em 17 saídas. Vencedor dos Grandes Prêmios ABCPCC (gr.I) e Proclamação da República (gr.I), sem prejuízo de recordes quebrados, em Cidade Jardim, e de ter atuado na Dubai Golden Shaheen (gr.I), em Dubai, o tordilho deixou 177 produtos seus nos haras brasileiros. A ganhadora de G2, Onda da Guanabara, e a múltipla produtora clássica, Lira da Guanabara (mãe de Energia El Gigante, Energia Garoa e de Filho Campeão) representam os destaques de sua produção.

Mais notícias

Geração 2015: neta de Immensity e filha do velocista Trinniberg, Artilharia Pesada inaugura pista de Gávea, para as mais novas.

Criada pelo Haras Ponta Porã, defensora do Haras Raiz da Serra venceu eliminatória disputada, no domingo (17), por potrancas de 2 anos.

Ler na íntegra

Lasix: aplicação com 4 horas de antecedência é a mais eficaz, aponta estudo

Trabalhos acadêmicos apresentados na convenção da American Association of Equine Practitioners tiveram resultados divulgados na mídia especializada norte-americana. Afirmação de maior eficácia nas aplicações de furosemida com 4 horas de antecedência em relação à corrida reacende debate local.

Ler na íntegra

Double Talk confirma no Clássico Orsenigo (L)

Velocista do Araras voltou a superar os machos

Ler na íntegra