Banner Haras Regina Topo
29 Ago 2017 | 16:56:17

Criação: estrelas norte-americanas, Finest City, Lady Eli e Stellar Wind irão a leilão em novembro

Ganhadoras de G1 em diferentes distâncias e texturas, corredoras despertam, desde logo, interesse de criadores do mundo todo. Trio se despedirá das pistas na Breeders’ Cup.

"Champion" e múltipla ganhadora de G1, Stellar Wind promete cifras altíssimas em Keeneland

Imagem: The Turf Board

Corredoras de altíssimo nível, artigos de luxo na reprodução. Nesse contexto, Finest City, Lady Eli e Stellar Wind, três das melhores éguas em atividade no turfe norte-americano, irão à leilão em novembro, nos Estados Unidos. A informação vem do Thoroughbred Daily News, que divulgou três notas – uma para cada égua – nos últimos dias.

Dona de preciosa campanha construída, em sua maior parte, nas distâncias clássicas do dirt norte-americano, entre os 1.700 e 2.000 metros, Stellar Wind surge, talvez, como o maior destaque do trio. Nascida em 2012, a filha de Curlin e Evening Star (Malibu Moon) venceu, aos 3 anos, o Santa Anita Oaks (gr.I) – idade com que também obteve a quarta posição do Kentucky Oaks (gr.I). Terminada a temporada, Stellar Wind restou eleita a melhor potranca de 3 anos da geração, no Eclipse Awards.

Aos 4 anos, Stellar Wind bancou a algoz da excepcional Beholder em duas ocasiões: nos Clement L. Hirsch Stakes (gr.I) e Zenyatta Stakes (gr.I). Em 2017, venceria pela segunda vez o Clement L. Hirsch Stakes (gr.I), além de vencer o Apple Blossom Handicap (gr.I) e, quase que numa ironia do destino, a primeira edição da Beholder Mile (gr.I).

Criada por Keswick Stables & Stonestreet Thoroughbred Holdings LLC e pertencente a Hronis Racing LLC, Stellar Wind participará do leilão de Keeneland (consignação da Lane’s End Farm), em novembro. Antes, porém, Stellar Wind buscará o troféu da Breeders’ Cup Distaff (gr.I), em Del Mar.

Diferenciando-se de Stellar Wind por ter construído expressiva campanha na raia de grama, Lady Eli ingressará no ring do mesmo leilão, em Keeneland. Outra representante da geração 2012, Lady Eli venceu, aos 2 anos, da Breeders’ Cup Juvenile Fillies Turf (gr.I). Aos 3, sobrevieram as vitórias nos Appalachian Stakes (gr.I) e Belmont Oaks Invitational Stakes (gr.I). Na sequência, todavia, Lady Eli precisou encarar o páreo mais difícil de toda sua campanha.

Em julho de 2015, a crioula de Runnymede Farm Inc. & Catesby W. Clay feriu-se ao pisar num prego, em Saratoga. A lesão evoluiu para a tão temida laminite, que colocou, não apenas a carreira de Lady Eli em xeque, como sua própria vida. Com a valentia que lhe é peculiar, todavia (sem prejuízo de magistrais serviços veterinários), Lady Eli recuperou-se da enfermidade, retomando a campanha em agosto de 2016. Dali em diante a filha de Divine Park e Sacre Coeur (Saint Ballado) venceria os Flower Bowl Stakes (gr.I), Gamely Stakes (gr.I) e Diana Stakes (gr.I).

Oferta da Hill ‘n’ Dale Farms na iminente venda de Keeneland, Lady Eli (criada por Runnymede Farm Inc. & Catesby W. Clay e pertencente a Sheep Pond Partners) é aguardada no campo da Breeders’ Cup Filly & Mare Turf (gr.I) do próximo mês de outubro.

Por fim, Finest City (2012, filha de City Zip e Be Envied, por Lemon Drop Kid), de criação de H’n’R Nothhaft Horseracing e propriedade de Seltzer Thoroughbreds) abrilhantará o leilão da Fasig-Tipton no dia 6 de novembro. Trata-se da atual Champion female sprinter dos Estados Unidos.

Em 19 apresentações, até aqui, Finest City obteve 5 primeiros lugares. Além da Breeders’ Cup Filly & Mare Sprint (gr.I) do ano passado, Finest City também conquistou o Great Lady M Stakes (gr.II) e o Santa Monica Stakes (gr.II).

Ian Kruljac, treinador de Finest City, consignará a corredora, em nome de seu proprietário, no leilão de novembro. A exemplo de Stellar Wind e Lady Eli, Finest City tem compromisso pré-agendado na Breeders’ Cup antes de ingressar na carreira de matriz. No seu caso, porém, há a chance do bicampeonato pairando no horizonte.

Mais notícias

Aninha confirma favoritismo na Prova Especial Magic Moon

Filha de Impression, pertencente ao Haras Tuta, prevaleceu na sabatina paulista.

Ler na íntegra

Criação: em semana perfeita, Frankel passa à liderança mundial entre garanhões de "segunda geração"

Vitórias em provas de G3 e teste para o Epsom Derby, conseguidas por filhos do semental, fazem dele líder entre os garanhões de segunda geração na Europa

Ler na íntegra

Pela segunda vez, Arrogate é aclamado o melhor do mundo. Arco, a melhor corrida.

Federação Internacional de Autoridades Hípicas condecorou, em Londres, o melhor animal e a melhor prova, do turfe internacional, em 2017. Arrogate voltou a liderar o ranking. Prix l’Arc de Triomphe (gr.I), também pela segunda vez, restou reconhecida como a prova mais qualificada do mundo.

Ler na íntegra