Banner Haras Regina Topo
04 ago 2018 | 16:47:31

Em final atribulado, Touriga vence a Taça de Prata

Potranca do Haras Dilema conquistou o Grande Prêmio Margarida Polak Lara – Taça de Prata (gr.I) após desclassificação de Lisboeta.

Touriga (número 1) prevaleceu após a desclassificação de Lisboeta.

Imagem: Gérson Martins

Uma das atrações da Copa dos Criadores, o Grande Prêmio Margarida Polak Lara – Taça de Prata (gr.I), em 1.600m na pista de grama (pesada), com mais de R$ 95 mil para a primeira colocada, marcou a vitória de Touriga, filha de Put It Back e Just Perfect (Nugget Point), de criação da Fazenda Mondesir e propriedade do Haras Dilema.

Ray Grass (Cisne Branco), no intento de fazer corrida para Bay Ovar (Drosselmeyer), fez questão da primeira colocação. All Red (Redattore), outra que forçou aberta, firmou-se em segundo, correndo Lisboeta (Quick Road) e Guapa Loca (Shanghai Bobby) na disputa da terceira colocação. Gaivinia corria em quinto e Touriga, na cola da defensora do Araras, aparecia na sexta posição.

Terminada a reta oposta, All Red não baixava guarda nos ataques para cima de Ray Grass. Guapa Loca vigiava a dupla, em terceiro. Na segunda metade da curva, Jorge Ricardo deu rédeas a Touriga, que, em questão de apenas 100 metros, saltou da sexta para a segunda colocação.

Abordada a reta final, Ray Grass não foi páreo para Touriga, que tomou conta da prova logo na seta dos 500 finais. Em sua pegada, porém, logo arrancou a parelha do Haras Figueira do Lago, composta por Little Bad Girl (Agnes Gold) e Lisboeta. Acompanhava a dupla, no ingresso à briga, Gaivina.

Lançada por dentro de Touriga, Lisboeta partiu para cima da líder. Por fora, Little Bad Girl e Gaivina seguiam ameaçadoras. Faltando 200 metros para o disco, Little Bad Girl reduziu o espaço de Gaivina, então arrancada por fora de Little Bad Girl por Valdinei Gil. Na altura dos últimos 100, persistia panorama de total indefinição. Lisboeta, nos galões decisivos, sacou ¼ de corpo sobre Touriga, finalizando Gaivina (1) em terceiro e Little Bad Girl (1 e ¼) em quarto. Na quinta posição, Bay Ovar (7 e ¼).

Após o páreo, o jóquei de Gaivina reclamou prejuízos de Little Bad Girl, que teriam favorecido à ganhadora Lisboeta. Após análise do filme patrulha, a comissão de corridas desclassificou Lisboeta, passando, a nova ordem de chegada, à seguinte composição: Touriga, Gaivina, Lisboeta e Little Bad Girl.

Depois chegaram Guapa Loca, Ray Grass, Platine, All Red e Pineapple Pie.

Inscrição de P. S. de Deus, Touriga obteve a segunda vitória em 4 saídas. Vinda de escoltar Gaivina na Prova Especial Be Fair, que serviu de teste para a Taça de Prata, Touriga percorreu a milha na marca de 1:39.71.

Mais notícias

Voando Sorrindo emplaca na Prova Especial Criolan

Filho do nacional Voando Baixo fez brilhar a farda do Stud Eternamente Rio.

Ler na íntegra

No 23º êxito consecutivo, Winx quebra recorde mundial de vitórias em G1

Estrela australiana debutou em 2018 com vitória Chipping Norton Stakes (gr.I) – e entrou para a história como a recordista de primeiros lugares em provas de G1.

Ler na íntegra

Com duas reuniões, festival do GP Paraná pede passagem

Paranaenses celebrarão sua semana máxima com reuniões na quinta-feira e no domingo. Arremates serão realizados no sábado.

Ler na íntegra