Banner Haras Regina Topo
20 maio 2017 | 22:31:48

Em forte arremate, Some In Tieme brilha no Louisville Handicap (gr.III)

Corredor brasileiro obteve, diretamente em prova graduada, sua primeira vitória nos Estados Unidos

Some In Tieme venceu pela expressiva margem de 3 corpos

Imagem: Churchill Downs

Após perder corrida "indigesta", por apenas pescoço de desvantagem, no último mês de abril, Some In Tieme, enfim, "desencantou" em solo norte-americano. O crioulo do Haras Santa Maria de Araras que pertence a Some In Tieme Inc. (propriedade dos Oitavo Stud e Haras Princesa do Sul) venceu, nesse sábado (20), em Churchill Downs, o Lousville Handicap (gr.III), em 2.400m na pista de grama, para produtos de 4 e mais anos, com US$ 100 mil de bolsa. 

Numa excelente condução do, também brasileiro, Manoel Cruz, Some In Tieme acionou na segunda metade do pelotão - alternando entre as oitava, e nona, colocações, num lote de 12 animais - durante a maior parte do tempo. Sempre rente à cerca interna, Some In Tieme, num mínimo convite de Cruz, se aproximou com facilidade dos ponteiros na cabeceira da última curva.

Ganhando precioso terreno ao "fazer" tudo por dentro, Cruz lançou Some In Tieme, então, por fora daqueles que vinham à sua frente, na reta final. E com caminho livre para atropelar na hora da verdade, o brasileiro avançou, feito um bólido, para cima dos ponteiros. Castigado na mão canhota de Cruz, Some In Tieme passou sem briga pelo ponteiro Reporting Star (Circular Quay), que vinha liderando o pelotão desde a largada.

Em vitória das mais convincentes (e que deixa um "gostinho de quero mais" para as próximas aparições suas), Some In Tieme bateu Reporting Star (múltiplo ganhador graduado entre EUA e Canadá) por 3 corpos no disco. Bullards Alley (Flower Alley), que havia vencido este mesmo páreo em 2016, completou a trifeta. 

Treinado por Kenny McPeek, Some In Tieme passa a contar com 4 vitórias em 10 corridas. No Brasil, o filho de Shirocco e Orma Giusta (Royal Academy), além de uma eliminatória para produtos "perdedores" de 3 anos, também faturou o Grande Prêmio Linneo de Paula Machado (gr.I) e, na mais importante conquista de sua campanha, o Gran Premio Latinoamericano (gr.I) de 2016, na Gávea.

Tempo de 2:27.25.

Mais notícias

Holy Legal vence mais uma em São Paulo

Disputado neste sábado (18), em Cidade Jardim, o Clássico Erasmo T. De Assumpção (L), em 1.000 metros na pista de grama, para fêmeas de 3 e mais anos, foi vencido por Holy Legal, 3 anos, filha de Holy Roman Emperor e Hora Legal (Minstrel Glory), de criação e propriedade do Haras Belmont Ltda.

Ler na íntegra

SP: Ruud Gullit mantém liderança na areia

Potro do Haras do Morro conquistou o GP Presidente Augusto de Souza Queiroz (gr.III).

Ler na íntegra

Say It Again confirma favoritismo no GP Marciano de Aguiar Moreira (gr.II)

Corredora do Haras São José da Serra descende da excepcional Sweet Honey.

Ler na íntegra