Banner Haras Regina Topo
06 Mai 2018 | 20:27:43

Euquemando manda e desmanda no GP São Paulo Black Opal 2018

Defensor do Haras Chello surpreendeu os mais visados na prova máxima do turfe paulista.

Euquemando: o herói do GP São Paulo Black Opal 2018.

Imagem: Marília Lemos

Momento ápice do turfe paulista, no calendário, o Grande Prêmio São Paulo Black Opal 2018 (gr.I), em 2.400m na pista de grama (leve), para produtos de 3 e mais anos, foi disputado neste domingo (6), no Jockey Club de São Paulo. Vitória de Euquemando, 4 anos, filho de Public Purse e FIrst Birth (Stormy Atlantic), de criação do Haras Anderson e propriedade do Haras Chello.

Justiça Divina Now (Peintre Celebre) mandou-se para a ponta, após a largada. Olympic Google (Roderic O’Connor) corria em segundo, enquanto Link Olímpico (Plenty of Kicks), Future Queen (Wild Event) e Fortune Danz (Soldier of Fortune), três dos mais visados competidores, disputavam, emparelhados, o terceiro.

Sammy (First American), Fantastic Boy (Wild Event), Euquemando (Wild Event), Fitzwilly (Adriano), Kris Five (Christine’s Outlaw), Olhar Mágico (Pioneering), Euquemando, First Fighter (Public Purse) e Desejado Outplay (First American) acionavam nas posições subsequentes.

Na reta oposta, Justiça Divina Now e Olympic Google intensificaram o ritmo da prova. Future Queen e Fortune Danz seguiam em disputa pelo terceiro. A potranca definiu-se à frente de Fortune Danz, na cabeceira da curva.

Abordada a reta de chegada, Justiça Divina Now deu por encerrada sua missão na prova, ao passo que Future Queen abriu fogo sobre Olympic Google. Fortune Danz buscava aproximar-se, em terceiro. Sammy e Fantastic Boy, mais abertos, emplacavam interessantes arremates. Faltando 300 metros para o espelho, Fantastic Boy e Sammy passaram a disputar, acirradamente, a primeira colocação.

Nessa altura, André Luis Silva, que conduzia a atropelada de Euquemando, resolveu lançar seu conduzido pelo interno da pista – vez que à sua frente havia uma parede de animais. Com raia livre, Euquemando embolou com os outros dois citados, na disputa do primeiro posto.

Numa chegada à altura da importância da prova, Euquemando superou Fantastic Boy por ½ corpo. Sammy (3/4) finalizou em terceiro. Future Queen (2 e ¾), a única fêmea do páreo, ficou com a quarta colocação. First Fighter (3 e ¾) arrematou no complemento do marcador.

A seguir: Fortune Danz, Em Cima do Laço, Kris Five, Desejado Outplay, Olhar Mágico, Olympic Google, Link Olímpico, Fitzwilly e Justiça Divina Now.

Na primeira vitória do treinador Mário André, na prova máxima de Cidade Jardim, Euquemando conquistou a sexta vitória em 23 saídas. Tendo iniciado campanha no Hipódromo da Gávea e com passagem, também, pelo turfe gaúcho, Euquemando encontrou, porém, na capital paulista, o caminho para suas vitórias mais importantes. Ganhador, em São Paulo, da Prova Especial Zenabre, além de outros 4 êxitos de chamada comum, no Rio de Janeiro, Euquemando precisou de 2:25.45 para completar os 2.400 metros. Finais de 23.87 e 12.09.

Mais notícias

Gato Lindo confirma favoritismo em Cidade Jardim

Potro do Haras Tuta conquistou a Prova Especial General Euclydes de Oliveira Figueiredo.

Ler na íntegra

Em teste para o GP São Paulo, Link Olímpico carimba G3

De volta à pista de grama, filho do nacional Plenty of Kicks, pertencente ao Haras Regina conquistou o GP Presidente Raphael Aguiar Paes de Barros (gr.III).

Ler na íntegra

Essential Lord acusa sobras na Prova Especial Super Power

Potro da parceria Nacional & Niju deixou impressão das melhores

Ler na íntegra