Banner Haras Regina Topo
22 Abr 2018 | 17:21:50

Fort Dauphin larga e acaba na Prova Especial Humberto Malzoni Scarano

Filho do nacional Plenty of Kicks pertence ao Stud Nova Glória & Jarussi.

Fort Dauphin largou e acabou.

Imagem: Marília Lemos

Disputada neste domingo (22), no Jockey Club de São Paulo, a Prova Especial Humberto Malzoni Scarano, em 1.400m na pista de areia (leve, pela variante), para produtos de 3 e mais anos, marcou a vitória de Fort Dauphin, 3 anos, filho de Plenty of Kicks e Naomi (Royal Academy), de criação do Haras Santa Luzia da Água Branca e propriedade do Stud Nova Glória & Jarussi.

Assumindo a dianteira logo após o pique de partida, Fort Dauphin não abandonou o posto principal, até o disco. Em que pese as tentativas de aproximação, durante toda a reta de chegada, Pioppo (Tiger Heart) teve de se contentar com a segunda colocação, a 1 corpo e ¾. Disco Flyer (por Adriano, 2 e ¼) e Key Chain (por T. H. Approval, 7 corpos e ½) depois.

Treinado por Nilson Lima, Fort Dauphin obteve a terceira vitória em 10 saídas. Além de contar com o tríplice coroado Plenty of Kicks (Crimson Tide e Pleni Turbo, por Choctaw Ridge) na condição de pai, Fort Dauphin tem na ganhadora de G1 e produtora clássica, Little Baby Bear (Broad Brush e In Jubilation, por Isgala) – importada dos Estados Uidos, pelo Stud TNT, na década de 1990, a sua terceira mãe.

Tempo de 1:29.03, com finais de 23.90 e 12.51.

Mais notícias

Entrevista: Sérgio Luis Coutinho Nogueira

Criador, proprietário e dirigente, Sérgio Coutinho Nogueira vivenciou experiências em diferentes setores da indústria turfística. Numa conversa franca, algumas das impressões e relatos sobre o mundo das corridas de cavalo.

Ler na íntegra

Holy Legal e El Danzarín ficam no quase em Maroñas

Velocistas brasileiros finalizaram em segundo e terceiro no GP Maroñas (URU-gr.II), no primeiro embate clássico da festa máxima uruguaia. Vitória de Enjoy.

Ler na íntegra

Folia de Domingo faz a festa na sabatina carioca

Potranca do Haras Santa Maria de Araras conquistou o Clássico Armando Carneiro (L).

Ler na íntegra