Banner Haras Regina Topo
03 Fev 2018 | 20:35:35

Fortune Danz conquista merecido batismo clássico no GP Linneo de Paula Machado

Potro do Stud Embalagem desbancou os corredores mais velhos em prova de G3.

Fortune Danz conquistou batismo clássico

Imagem: Porfírio Menezes

Disputado neste sábado (3), no Jockey Club de São Paulo, o Grande Prêmio Linneo de Paula Machado (gr.III), em 2.000m na pista de grama, para produtos de 3 e mais anos, culminou no batismo clássico de Fortune Danz, 3 anos, filho de Soldier of Fortune e Queen Danz (Shudanz), de criação do Haras Tango e propriedade do Stud Embalagem.

Após a partida, Olympic Gulliver (Roderic O’Connor) assumiu a dianteira. Land of Oz (Crimson Tide) corria em segundo, acionando Boris do Jaguarete (Amigoni), próximo, em terceiro. Fortune Danz aparecia no quarto posto, correndo Jaspion Silent (Silent Name), Orario Pubblico (Agnes Gold) e Anthony Quinn (Elusive Quality) nos postos subsequentes.

Completas reta oposta e curva, o pelotão ingressou no tiro direto. Posicionado pela linha cinco por Vagner Leal, Fortune Danz avançou francamente sobre Olympic Gulliver na altura dos últimos 400 metros. Com melhor ação, o favorito tomou conta do páreo, passando a receber, pouco à frente, a carga de Jaspion Silent.

Em que pese os avanços do ganhador do GP São Paulo de 2014, Fortune Danz manteve-se, com firmeza, na dianteira. Jaspion Silent formou a dupla a 2 corpos e ¼. Land of Oz (5 e ½) ficou com a terceira colocação, finalizando Orario Pubblico (8 e ¼) e Olympic Gulliver (10 e ¼) no complemento do marcador.

Depois, Anthony Quinn e Boris do Jaguarete.

Treinado em Campinas/SP por Emerson Garcia, Fortune Danz obteve a segunda vitória em 7 apresentações. Segundo colocado nas três provas da tríplice coroa paulista, em 2017, Fortune Danz percorreu os dois quilômetros em 1:58.37, com finais de 24.77 e 12.84.

Mais notícias

Com autoridade, Naomi Broadway vence o Clássico Emerald Hill (L)

Potranca do Haras do Morro mostrou forma para a tríplice coroa.

Ler na íntegra

Keeneland: filho de Great Hot alcança US$ 600 mil. Produtos de éguas brasileiras somam US$ 1,5 milhão.

Produto do cruzamento entre Empire Maker e corredora brasileira figurou como o sétimo maior preço, do quinto dia de vendas, no Keeneland September Yearlings Sale. Até aqui, filhos de éguas brasileiras, levados a leilão na licitação, alcançaram, juntos, US$ 1,5 milhão.

Ler na íntegra

Internacional: Editore e Vettori Kin encaram desafios na América do Norte

Corredores do Stud Rio Dois Irmãos e do Haras Old Friends/Stud TNT/Fern Circle Stables competirão em stakes, logo mais, em pistas norte-americanas e canadenses, respectivamente.

Ler na íntegra