Banner Jesuíno Arruda
06 Mai 2017 | 17:44:47

Grande Prêmio OSAF (gr.I) é de Pateo do Batel

Crioula de Roberto Belina surpreendeu as mais visadas no "São Paulo das Éguas"

Everton Pereira vibra com a vitória de Pateo do Batel

Imagem: Marília Lemos

Um dos momentos mais aguardados da sabatina (6), em Cidade Jardim, o Grande Prêmio Organização Sulamericana de Fomento ao Puro Sangue de Corrida (gr.I), em 2.000m na pista de grama (pesada), para éguas de 3 e mais anos, teve em Pateo do Batel, 3 anos, filha de Shirocco e Kuesta Ragazza (Hibernian Rhapsody), de criação de Roberto Belina e propriedade do Stud Yellow River. 

Vinda de escoltar a até então invicta Very Nice Moon (que mais uma vez estava à sua frente) na prova preparatória, Pateo do Batel aparecia posicionada em quinto por Everton Pereira, ao passo que La Vien Rose era quem ditava o ritmo do páreo na dianteira - sendo seguida por Betsy do Jaguarte e Heinze. 

Depois de ganhar preciosos metros ao percorrer a curva pelas balizas internas, Pereira lançou Pateo do Batel pelos paus, na reta final. E ao alcançar as patas de La Vien Rose, bastou que Pereira (na sua primeira vitória em prova de G1) arrancasse sua conduzida por fora, para que Pateo do Batel partisse com tudo para cima da ponteira.

Tomando conta do páreo a 200 metros do disco, Pateo do Batel somente administrou sua vantagem, a partir dali, até o espelho. Numa vitória de notável facilidade, a corredora deixou La Vien Rose a 2 corpos e 1/4 no disco. Ekans, Dust Cup e Exhibition deram números finais ao placar.

Contando com o preparo do "Mestre" Eduardo Gosik, Pateo do Batel conquistou a sua segunda vitória (a primeira clássica) em 9 corridas. Tempo de 2:03.97.

Mais notícias

Leilão da Criação Nacional: conheça os participantes da etapa Rio de Janeiro

Evento acontecerá no tattersall do Jockey Club Brasileiro nos dias 22 e 24 de junho

Ler na íntegra

Em final de rigor, Silver Prize levanta a PE Haroldo "Pangaré" Barbosa

Alazão do Stud Minion contou com direção precisa de Carlos Lavor

Ler na íntegra

Criação: Cape Cross morre na Irlanda aos 23 anos

Garanhão havia sido aposentado no ano passado

Ler na íntegra