Banner Haras Regina Topo
23 Jul 2017 | 18:06:35

No auge dos 7 anos, Sweet Nana vence mais uma prova especial

Defensora do Stud Hulk atropelou com sucesso na Prova Especial Gustavo Philadelpho Azevedo.

Sweet Nana: padrão de regularidade e qualidade

Imagem: Gérson Martins

Sweet Nana, filha de Christine’s Outlaw e Sweet Emotion (Fast Gold), de criação do Haras Cruz de Pedra e propriedade do Stud Hulk, voltou a dar demonstração, de sua grande vitalidade, neste domingo (23), na Gávea. No auge dos seus 7 anos, a corredora venceu a Prova Especial Gustavo Philadelpho Azevedo, em 1.600m na grama (8m de cerca móvel), para éguas de 3 e mais anos.

A família materna de Sweet Nana remete à inglesa Swiss Roll (Burglar), importada pelo Haras Interlagos no início dos anos 80 e que já revelou outros ganhadores. 

Como de praxe, Ilha de Páscoa (Molengão) mandou-se para a ponta na largada. A única potranca de 3 anos do lote, No La Quieras (First American), corria em segundo. Itaqua (Bonapartiste) acionava em terceiro, aparecendo Inteligência Pura (Wild Event) e Calle Di Rose (Artax) nas posições subsequentes. Sweet Nana acionava na sétima e penúltima colocação.

Na reta de chegada, Ilha de Páscoa passou a ser atacada por Calle Di Rose e Kind of Gold (Agnes Gold) – que “prensaram” No La Quieras – a 300 metros do disco. A meio de raia, Muriel da Silva Machado – substituindo Ângelo Márcio Souza – desenrolava a atropelada de Sweet Nana.

Com melhor ação, Sweet Nana avançou sobre o trio na altura dos últimos 200 metros, tomando conta do páreo. Rumando para o disco, Sweet Nana superou Ilha de Páscoa por 2 corpos e ¼, formando a dobrada do treinador Jaime Muniz Barreto Aragão. Kind of Gold (2 e ½) e Calle Di Rose (2 e ¾) finalizaram em terceiro e quarto, respectivamente. Inteligência Pura (3) completou o marcador.

Depois chegaram Black Series, No La Quieras e Itaqua. Tapera não foi apresentada.

Sweet Nana passa a contar com 11 vitórias em 34 corridas. Ganhadora das Provas Especiais Virginie, João Vieira, Teóphilo de Vasconcellos e Clareira, Sweet Nana assinalou 1:38.83 para a milha.

Mais notícias

Chronnos segue o script à risca e dá show na Prova Especial Groove

Velocista do Haras Sweet Carol foi um dos melhores produtos deixados por Elusive Quality no Brasil

Ler na íntegra

Paulo Pelanda é reeleito no Paraná

Sessenta e oito sócios compareceram ao pleito que reelegeu a atual diretoria do Jockey Club do Paraná. Paulo Pelanda estará à frente do clube no triênio 2018-2021.

Ler na íntegra

Rumo à tríplice coroa, No Regrets encanta no GP Diana (gr.I)

Potranca do Haras Doce Vale voltou a vencer com facilidade, e em ótima marca

Ler na íntegra