Banner Haras Regina Topo
23 Jul 2017 | 21:06:35

No auge dos 7 anos, Sweet Nana vence mais uma prova especial

Defensora do Stud Hulk atropelou com sucesso na Prova Especial Gustavo Philadelpho Azevedo.

Sweet Nana: padrão de regularidade e qualidade

Imagem: Gérson Martins

Sweet Nana, filha de Christine’s Outlaw e Sweet Emotion (Fast Gold), de criação do Haras Cruz de Pedra e propriedade do Stud Hulk, voltou a dar demonstração, de sua grande vitalidade, neste domingo (23), na Gávea. No auge dos seus 7 anos, a corredora venceu a Prova Especial Gustavo Philadelpho Azevedo, em 1.600m na grama (8m de cerca móvel), para éguas de 3 e mais anos.

A família materna de Sweet Nana remete à inglesa Swiss Roll (Burglar), importada pelo Haras Interlagos no início dos anos 80 e que já revelou outros ganhadores. 

Como de praxe, Ilha de Páscoa (Molengão) mandou-se para a ponta na largada. A única potranca de 3 anos do lote, No La Quieras (First American), corria em segundo. Itaqua (Bonapartiste) acionava em terceiro, aparecendo Inteligência Pura (Wild Event) e Calle Di Rose (Artax) nas posições subsequentes. Sweet Nana acionava na sétima e penúltima colocação.

Na reta de chegada, Ilha de Páscoa passou a ser atacada por Calle Di Rose e Kind of Gold (Agnes Gold) – que “prensaram” No La Quieras – a 300 metros do disco. A meio de raia, Muriel da Silva Machado – substituindo Ângelo Márcio Souza – desenrolava a atropelada de Sweet Nana.

Com melhor ação, Sweet Nana avançou sobre o trio na altura dos últimos 200 metros, tomando conta do páreo. Rumando para o disco, Sweet Nana superou Ilha de Páscoa por 2 corpos e ¼, formando a dobrada do treinador Jaime Muniz Barreto Aragão. Kind of Gold (2 e ½) e Calle Di Rose (2 e ¾) finalizaram em terceiro e quarto, respectivamente. Inteligência Pura (3) completou o marcador.

Depois chegaram Black Series, No La Quieras e Itaqua. Tapera não foi apresentada.

Sweet Nana passa a contar com 11 vitórias em 34 corridas. Ganhadora das Provas Especiais Virginie, João Vieira, Teóphilo de Vasconcellos e Clareira, Sweet Nana assinalou 1:38.83 para a milha.

Mais notícias

França: Senga vence o Prix de Diane (gr.I)

Filha de Blame em mãe A. P. Indy, norte-americana de Flaxman Holdings Limited brilhou em Chantilly.

Ler na íntegra

Knight of Glory ratifica liderança em Cidade Jardim

Após debutar com vitória na Prova Especial Rafael de Barros Filho, Knight of Glory, filho de Farenheit e Unique Glory (Minstrel Glory), de criação do Haras Mariana e propriedade do Stud Três Irmãs, voltou a vencer, nesse domingo (12), em Cidade Jardim. Foi no Clássico Pres. Herculano de Freitas (L), em 1.000m na grama, para produtos de 2 anos.

Ler na íntegra

Com autoridade, Naomi Broadway vence o Clássico Emerald Hill (L)

Potranca do Haras do Morro mostrou forma para a tríplice coroa.

Ler na íntegra