Banner Haras Regina Topo
17 Jan 2018 | 22:42:04

Pela primeira vez, norte-americanos apostaram em corridas brasileiras

Quatorze páreos das euniões de segunda-feira (15) e terça-feira (16), na Gávea, foram transmitidas pelo sistema de Gulfstream Park, resultando movimento de US$ 205 mil.

O turfe brasileiro vivenciou experiência histórica – e até então inédita – nos dois últimos dias. Quatorze páreos, entre as reuniões de segunda-feira (15) e terça-feira (16), no Jockey Club Brasileiro, foram transmitidos para os Estados Unidos, com captação de apostas pelo sistema de Gulfstream Park.

Na segunda-feira, norte-americanos apostaram nos últimos 4 páreos da programação, movimentando US$ 80 mil. Já no dia seguinte, se vendeu US$ 125 mil ao longo de 10 provas. O movimento das corridas brasileiras na pedra de Gulfstream Park, portanto, alcançou US$ 205 mil, com média de US$ 14,6 mil por páreo.

Segundo publicação do website do Jockey Club Brasileiro, nesta quarta-feira (17), as corridas da Gávea deverão ser transmitidas, novamente, na semana que vem, no mesmo formato. Ou seja, algumas provas da programação de segunda-feira e todos os páreos na terça-feira.

Aqui, a nota oficial do Jockey Club Brasileiro, incluindo a divulgação de carta de parabenização enviada pelo Latin American Racing Channel à diretoria do clube brasileiro.  

Mais notícias

Criação: negociação é concluída e Hat Trick servirá no Paraná

Filho de Sunday Silence terá alojamento alternado entre os Haras Santa Rita da Serra e Springfield

Ler na íntegra

França: os demais resultados do domingo

Além do Prix l’Arc de Triomphe, outras 5 corridas de G1 foram disputadas na jornada máxima francesa, em Chantilly.

Ler na íntegra

Mercado: com US$ 525 mil, filho da brasileira Bella Fafa liderou preços do quinto dia de vendas em Keeneland

Produtos de Colina Verde e Bonne Rafaela também atingiram a barreira dos 6 dígitos no September yearlings sale.

Ler na íntegra