Banner Haras Regina Topo
11 mar 2019 | 09:04:43

Royal Forestry conquista a Prova Especial Zenabre

Defensor do Stud Fenômeno voltou a vencer prova de fundo.

Royal Forestry venceu com facilidade. 

Imagem: Porfiro Menezes/Divulgação JCSP

Disputada no domingo (10), em Cidade Jardim, a Prova Especial Zenabre, em 2.800m na pista de areia (houve mudança de raia), para animais de 3 e mais anos, revelou vitória de Royal Forestry, 3 anos, filho de Forestry e Bela Val (Val Royal), de criação do Haras Belmont e propriedade do Stud Fenômeno.

Apenas 3 animais alinharam para a disputa, após a transferência de pista. Sob ritmo moroso, Manana Poderosa (T. H. Approval) liderou a disputa até a conclusão da curva da direita. Royal Forestry, que lhe acompanhava de perto, assumiu a dianteira, na altura da última milha – e não demorou para que Power-Quark (Quick Road) passasse para segundo.

Na cabeceira da última curva, Royal Forestry começou a se desvencilhar de Power-Quark, do mesmo modo que este passava a livrar grande vantagem sobre Manana Poderosa. Na reta de chegada, Royal Forestry abriu enorme margem à frente de Power-Quark, a quem bateu por 20 corpos e ¾. Depois, Manana Poderosa (83 e ¼).

Conduzido por André Luis Silva e treinado, em Curitiba/PR, por Julio Cesar, Royal Forestry obteve a quarta vitória em 9 saídas. Vencedor do GP Consagração (gr.II) e da Prova Especial Quari Bravo, percorreu a distância no tempo de 3:01.42, com finais de 24.99 e 12.50.

Mais notícias

Copa dos Criadores: regulamento é disponibilizado para consulta pública

Contribuições poderão ser enviadas até o dia 9 de abril.

Ler na íntegra

Índia do Iguassu: firme e fácil no Clássico Presidente Waldyr Prudente de Toledo (L)

Velocista do Haras Rio Iguassu confirmou favoritismo na sabatina de Cidade Jardim.

Ler na íntegra

No Ar, a inspiração da volta por cima

Reconhecido por turfistas de todo o Brasil como um dos melhores treinadores do país, Márcio Ferreira Gusso comemorou, na última semana, o seu quarto Grande Prêmio Paraná. Mais do que o gosto do “tetra”, porém, a conquista teve sabor de superação.

Ler na íntegra