Banner Haras Regina Topo
26 Fev 2018 | 22:53:10

RS: Sangue Missioneiro e Duches Bull dão as cartas em meio aos mais novos

Produtos de Bold Start e Benny The Bull venceram os Clássicos J. A. Flores da Cunha e Oswaldo Aranha, assumindo a liderança da nova geração, em Porto Alegre.

Sangue Missioneiro venceu aos esbarros

Imagem: Marcos Nagelstein/Divulgação JCRS

Na última sexta-feira (23), no Jockey Club do Rio Grande do Sul, a geração 2015 disputou as duas principais provas da reunião. Nelas, prevaleceram Sangue Missioneiro e Duches Bull.

Destinado a produtos de 2 anos, o Clássico J. A. Flores da Cunha, em 1.100m na pista de areia, revelou a vitória de Sangue Missioneiro, filho de Bold Start e Best Cindy (Patio de Naranjos), de criação do Haras América do Sul e propriedade de José Vecchio Filho e Gil Irala.

Mandando no páreo desde a largada, Sangue Missioneiro manteve os rivais à distância durante a curva. Na reta de chegada, administrou a boa margem que lhe separava dos demais. Com Lucas Conceição “up”, Sangue Missioneiro derrotou Forte Cheyenne (Kodiak Kowboy) por 5 corpos, finalizando Gergelim (Adriano) em terceiro. Lord of Steel (Smashing) no quarto posto.

Treinado por E. Dias, Sangue Missioneiro obteve a segunda vitória em 3 saídas. Tempo de 1:09.60.

Na prova correspondente às fêmeas, o Clássico Oswaldo Aranha, em 1.100m na raia de areia, para potrancas de 2 anos, Duches Bull, filha de Benny The Bull e Turqueza Rosa (Music Prospector), de criação do Haras J.G. e propriedade do Stud Sol de Agosto, levou a melhor.

Noutra condução de Lucas Conceição, Duches Bull largou limpa, assumindo a primeira colocação. Na curva, as adversárias chegaram a se aproximar, mas no tiro direto Duchess Bull manteve-se, com sucesso, em primeiro. Gibby (Watchmon) formou a dupla a 2 corpos. Depois, Gafieira (Cisne Branco) e Princess Kowboy (Kodiak Kowboy).

M. Duarte responde pelo treinamento de Duches Bull, dona de uma vitória em 3 tentativas. Tempo de 1:11.40.

Mais notícias

França: Talismanic vence na pista sintética de Chantilly e mostra forma para a Dubai World Cup

Corredor da Godolphin, com vistas de atuar na Dubai World Cup (gr.I), venceu o Prix Darshaan, em Chantilly.

Ler na íntegra

Entre os fundistas, nova vitória de Enólogo

Alazão do Stud Sweet Dani venceu a Prova Especial Quiproquó.

Ler na íntegra

Namur atropela com sucesso na Prova Especial Helíaco

Corredor do Stud Doce Ilusão brilhou na noturna da Gávea.

Ler na íntegra