Banner Haras Regina Topo
09 Dez 2017 | 22:14:44

Sigillaria aprova a milha e meia e vence o GP Pres. José Bonifácio Coutinho Nogueira (gr.II)

Filha de Silent Times pertence ao Stud Capone.

Sigillaria venceu com autoridade

Imagem: Marília Lemos

O Grande Prêmio Pres. José Bonifácio Coutinho Nogueira (gr.II), em 2.400m na pista de grama (macia, com 3m de cerca móvel), para éguas de 3 e mais anos, foi disputado neste sábado (9), em Cidade Jardim. Vitória para Sigillaria, 3 anos, filha de Silent Times e Trickery (Anabaa Blue), de criação do Haras Garcêz Castellano e propriedade do Stud Capone.

Favorita dos apostadores, La Vie En Rose (Nedawi) assumiu a ponta após a largada. Ela cruzou o disco, na primeira volta, com 1 corpo de vantagem sobre Cinderela (Out of Control), que disputava o segundo posto com Mardi Gras (Pounced). Lumiere (Jeune-Turc), Sigillaria e Exhibition (Wild Event) na sequência.

Na reta oposta, as competidoras passaram a acionar da seguinte forma: La Vie En Rose e Cinderela continuavam nos dois primeiros postos, correndo próximas, uma da outra, com boa vantagem à frente de Mardi Gras. Esta, em terceiro, também detinha boa vantagem à frente de Lumiere, Sigillaria e Exhibition, que se vigiavam, de perto, nos postos subsequentes.

Abordada a reta de chegada, Cinderela assumiu a ponta. Batida, sem esboçar qualquer reação, La Vie En Rose dava por encerrada sua missão no páreo. A meio de raia, logo surgiu Sigillaria. Passando para segundo na seta dos 400 finais, Sigillaria avançou sobre Cinderela, na disputa da primeira colocação.

Exigida por Antônio Queiroz, Sigillaria desbancou Cinderela quando ainda faltavam 250 metros para o disco. Numa fácil vitória, Sigillaria derrotou Cinderela por 6 corpos e ¼. Lumiere (12 e ½), Mardi Gras (12 e ½) e Exhibition (21 e ¾) completaram o placar. Depois, La Vie En Rose.

Sérgio Vasco responde pelo treinamento de Sigillaria, agora dona de duas vitórias em 8 corridas. A milha e meia foi corrida em 2:30.20, com finais de 29.00 e 15.69.

Mais notícias

Mercado: leilão de potros do Haras La Quebrada ultrapassa os 14 milhões de pesos

Quarenta e um produtos da geração 2015 estiveram à disposição dos compradores.

Ler na íntegra

Proteção de nomes de animais PSI em âmbito internacional: regras e possibilidades

Tema de pouco debate na comunidade turfística, a proteção dos nomes de animais PSI é regulada, desde 2006, pela Federação Internacional de Autoridades Hípicas (IFHA).

Ler na íntegra

Leilão da Criação Nacional: filhos de Public Purse e Shanghai Bobby são os preços mais altos

Lotes oferecidos pelos Haras Calunga e Santa Luzia da Água branca alcançaram R$ 90 mil, cada

Ler na íntegra