Banner Haras Regina Topo
09 jun 2019 | 23:56:46

SP: História da Arte, rumo à tríplice coroa. High Fly vence nos 2.400 metros

Animais do Stud Magia e do Stud Nova República venceram as melhores provas do fim de semana, em São Paulo: Clássico Emerald Hill (L) e Prova Especial Clackson.

História da Arte venceu aos esbarros.

Imagem: Porfiro Menezes/Divulgação JCB

No sábado (8), no Jockey Club de São Paulo, dois embates da chamada clássica local foram disputados.

Confirmando a vitória obtida em sua estreia, quando conquistou a Prova Especial Joaquim da Cunha Bueno, História da Arte, filha de Hinton Wells e Erotic Like (Ghadeer), de criação e propriedade do Stud Magia, venceu o Clássico Emerald Hill (L), em 1.600m na pista de grama (pesada, com 8m de cerca móvel), para potrancas de 3 anos. A prova marcou embate preparatório para a tríplice coroa, que se avizinha.

Com M. Silva “up”, História da Arte vigiou a briga inicial, entre Sassy Race (Salto) e Ternura de Birigui (Adriano). Na reta final, passou como quis pelas adversárias, vencendo com ampla facilidade. Nala (Setembro Chove) formou a dupla a 7 corpos e ¾. Sassy Race (15 e ¾) e Ternura de Birigui (39 e ¼) depois.

Treinada por Eduardo Garcia, História de Arte percorreu a distância no tempo de 1:40.24, com finais de 24.91 e 12.47.

Alguns páreos adiante, foi a vez de High Fly, 4 anos, filho de Watchmon e High Castle (Inexplicable), de criação do Haras Cruz de Pedra e propriedade do Stud Nova República, largar e acabar na Prova Especial Clackson, em 2.400m na pista de grama (pesada, com 8m de cerca móvel), para produtos de 3 e mais anos.

Conduzido por Everton Pereira, High Fly abriu, na reta oposta, algo em torno de 20 corpos sobre Mister Pipo (T. H. Approval), que era o segundo colocado. No tiro direto, a vantagem detida pelo ponteiro ainda era enorme. Assim, por maior que tenha sido o esforço de Power-Quark (Quick Road) em alcançar o High Fly, este alcançou o disco 1 corpo e ¼ à frente do favorito, que teve de se contentar com o segundo posto. Mister Pipo (8 e ¼) foi o terceiro. Frappatore (por Mr. Nedawi, 8 e ¼) e Anthony Quinn (por Elusive Quality, 14 e ½) completaram o marcador.

Depois, Boris do Jaguarete e Grenadier.

Recebendo treinamento de P. A. Carvalho, High Fly conquistou a sétima vitória em 28 saídas. Tempo de 2:35.88, com finais de 24.91 e 12.10.

Mais notícias

Novo regulamento da ABCPCC/Stud Book Brasileiro aprovado pelo MAPA

Documento foi aprovado na última semana. Confira nova redação.

Ler na íntegra

Criação: em semana perfeita, Frankel passa à liderança mundial entre garanhões de "segunda geração"

Vitórias em provas de G3 e teste para o Epsom Derby, conseguidas por filhos do semental, fazem dele líder entre os garanhões de segunda geração na Europa

Ler na íntegra

Dust Cup ofusca reaparecimento de Daffy Girl na Gávea

Principal embate do fim de semana em pistas brasileiras, o Clássico Antonio Carlos Amorim (L), em 2.000m na grama (12m de cerca móvel), para éguas de 3 e mais anos, foi disputado nesse domingo (5) na Gávea, e serviu de palco para o reaparecimento de Daffy Girl. Porém, fora Dust Cup, 4 anos, filha de Dubai Dust e Julep Cup... [continua ]

Ler na íntegra