25 mar 2017 | 17:02:00

Arrogate esnoba prejuízos e levanta a Dubai World Cup (gr.I)

Defensor da Juddmonte Farms se consolida como um dos melhores PSI de todos os tempos

Arrogate: vitória digna do adjetivo de craque

Imagem: Emirates Racing Authority

Se ainda haviam quaisquer dúvidas sobre a incrível capacidade locomotora de Arrogate, tais dúvidas cairam por terra, em definitivo, no dia de hoje (25). Mesmo severamente prejudicado nos primeiros lances do páreo, o tordilho, numa corrida de recuperação à altura, somente, dos grandes craques, retomou galão a galão seu espaço no lote para vencer, com notória facilidade, a Dubai World Cup (gr.I), em 2.000m na pista de areia, disputada em Meydan por produtos de 3 e mais anos, que competiram por uma bolsa de US$ 10 milhões.

Na largada, Furia Cruzada (Newfoundland) e Keen Ice (Curlin) fizeram um "sanduíche" de Arrogate. Nisso, o tordilho sobrou para a última colocação. No outro extremo do pelotão, Long River (A. P. Indy) liderava o lote, sendo seguido por Gun Runner (Candy Ride), Neolithic (Harlan's Holiday) e Mubtaahij (Dubawi). 

Sem alterações na disposição dos primeiros lugares, as atenções se deslocavam, então, para Arrogate. Na primeira curva o conduzido de Mike Smith passou para penúltimo. Na segunda metade da reta oposta, Arrogate seguiu para a antepenúltima posição. E na última curva, o tordilho começou a operar um verdadeiro milagre: em questão de 100 metros, Arrogate ganhou cerca de 8 posições, para já ingressar na reta final em quarto - e com fogo aberto contra os ponteiros.

A 400 metros do disco era de Gun Runner a primeira colocação. Logo se percebeu, entretanto, que Arrogate (pegado firma na canhota de Smith) acusava ação superior a do ponteiro. Assim, Arrogate precisou de apenas 200 metros para ultrapassar Gun Runner e levar ao delírio os espectadores do páreo, mundo afora. 

Numa vitória emblemática, que desde logo consegue lugar dentre as mais memoráveis edições da Dubai World Cup, Arrogate alcançou a linha final 2 corpos e 1/2 à frente de Gun Runner (da Three Chimneys Farm, que pertence a Gonçalo Torrealba), que mais uma vez mostrou seu alto padrão de qualidade, e regularidade. Neolithic completou a trifeta dos animais treinados nos Estados Unidos, Finalizando Mubtaahij e Awardee (Jungle Pocket) no complemento do marcador.

Agora tricampeão da Dubai World Cup, Bob Baffert (também vitorioso com Silver Charm e Captain Steve, em 1998 e 2001, respectivamente) enviou Arrogate à raia, novamente, em condições perfeitas de competição. Arrogate, por sua vez, soma 7 vitórias em 8 tentativas, com destaque, ainda, para suas conquistas no Travers Stakes (gr.I, em recorde), Breeders' Cup Classic (gr.I) e Pegasus World Cup (gr.I). Tempo de 2:02.15.

Jack Hobbs acusa sobras na Sheema Classic 

Se a vitória de Arrogate na DWC deixou a todos de queixo caído, um páreo antes o ganhador também impressionara, e muito, pela facilidade de seu êxito. O britânico de 5 anos Jack Hobbs, filho de Halling e Swain's Gold (Swain), de criação de Minister Stud e propriedade da Godolphin, venceu "como quis" a Dubai Sheema Classic (gr.I), em 2.400m na pista de grama, para produtos de 3 e mais anos, com US$ 6 milhões de dotação.

Conduzido por William Buick, Jack Hobbs acionou com destaque durante todo o percurso. Na reta final, Buick custou a pedir por seu conduzido, ainda que Postponed (Dubawi) e Seventh Heaven (Galileo) avançassem perigosamente. E quando, finalmente, exigiu Jack Hobbs, Buick viu seu conduzido despachar seus adversários, sem qualquer reverência. Numa fácil vitória, o castanho bateu Seventh Heaven por 2 corpos e 1/4, terminando Postponed, que tentava o bicampeonato, em terceiro. "Faixa" do ganhador, Prize Money (Authorized) foi o quarto e Earnshaw (Medaglia D'Oro) o quinto.

Treinado na Inglaterra por John Gosden, Jack Hobbs obteve a sua sexta vitória em 11 corridas. Também ganhador do Irish Derby (gr.I), Jack Hobbs correu a milha e meia em 2:32.39.

Mais notícias

Enólogo confirma favoritismo na Prova Especial Formastérus

Alazão do Stud Sweet Dani mostrou adaptação ao percurso alentado.

Ler na íntegra

Pegasus World Cup tem bolsa aumentada e pagará US$ 16 milhões em prêmios

Versão 2018 do páreo está confirmada, novamente, para Gulfstream Park

Ler na íntegra

Nota de falecimento: Hernani Azevedo Silva

Amigos, familiares e a comunidade turfística brasileira perderam Hernani Azevedo Silva. Atuante como criador, proprietário e dirigente, faleceu em São Paulo, nesta terça-feira (11). Por meio da Agro Pastoril Haras São Luiz, Hernani conquistou resultados dos mais expressivos e criou alguns dos mais memoráveis animais do turfe brasileiro. A maior de suas gemas, Clackson (I Say) marcou época como corredor dos... [continua ]

Ler na íntegra