19 nov 2023 | 22:17:54

Blood Mary reaparece com vitória no GP Marciano de Aguiar Moreira (G2)

Defensora de Fazenda Mondesir, que não corria desde junho, obteve seu batismo clássico.


Gulart vibra com a vitória de Bloody Mary.

Imagem: Sylvio Rondinelli/Divulgação JCB

Principal atração deste domingo (19), no Jockey Club Brasileiro, o Grande Prêmio Marciano de Aguiar Moreira (G2), em 2.400m na raia de grama (pesada, com 3m de cerca móvel), para éguas de 3 e mais anos, marcou o batismo clássico de Bloody Mary, 4 anos, filha de Agnes Gold e Netherlands (por Point Given, também mãe de Cold Heart, que, na semana passada, venceu o Derby Paulista, em Cidade Jardim), de criação e propriedade da Fazenda Mondesir.

Favorita do público apostador, Lady Rose forçou após a largada, em busca da primeira colocação. Lah Lah Lah corria em segundo, já sendo possível notar o ímpeto de Bloody Mary, pelos paus, em terceiro. A argentina Austera Soy aparecia na quarta posição, correndo Libra em quinto.

No tiro direto, Acedenir Gulart lançou Bloody Mary por fora de Lady Rose e Lah Lah Lah. Sua conduzida passou, então, a avançar sobre as adversárias. Mais aberta, era o arremate de Rennes que ganhava corpo.

Emparelhadas, Bloody Mary e Rennes livraram vantagem sobre as ponteiras, na altura dos 200 finais. Em que pese a grande ação de Rennes, Bloody Mary, ao ser exigida na canhota de Gulart, "endureceu" contra o tropel da oponente.

Numa chegada escamada, em demonstração de categoria, Bloody Mary alcançou o disco, ainda, com pescoço de vantagem sobre Rennes. Libra foi a terceira colocada. Lah Lah Lah e Therese Helene completaram o marcador.

A seguir, Quixodó, Lady Rose e Austera Soy. Não correu: Quatá.

Competindo, pela primeira vez, sob os cuidados de Luis Esteves (responsável, também, por Libra, a terceira colocada), Bloody Mary, que não corria desde junho, reapareceu, auspiciosamente, para obter sua 2ª vitória (a 1ª clássica) em 9 corridas. 

Tempo de 2:03.32.

 

Mais notícias

Trio brasileiro busca sétima vitória, da criação nacional, no GP Carlos Pellegrini

Agassi, George Washington e Não Da Mais alinharão na prova máxima do turfe argentino.

Karl Marx é o dono do Derby Paulista em 2022

Potro do Stud Magia, que vinha de vencer corrida preparatória, confirmou seu padrão de evolução ao brilhar no momento mais aguardado do dia, em São Paulo.

Criação: Can The Man, um canal para Into Mischief, no Brasil

Reprodutor norte-americano ficará alojado em Bagé/RS.