01 set 2018 | 16:51:22

Cada vez melhor, Halston abre a quádrupla coroa no GP Ipiranga (gr.I)

Alazão rendeu nova vitória de G1 à letra “H” do Haras Cifra e comandou dobrada de produtos do nacional Setembro Chove.


Halston resistiu aos avanços de Repeat Winner.

Imagem: Marília Lemos

Momento mais aguardado do sábado (1), em Cidade Jardim, o Grande Prêmio Ipiranga (gr.I), em 1.600m na pista de grama (macia), para produtos de 3 anos, marcou a primeira etapa da quádrupla coroa paulista. Vitória de Halston, filho de Setembro Chove e Londrinita (Fahim), de criação e propriedade do Haras Cifra.

Favorito dos apostadores, Havaí (Siphon), que saltava, diretamente, dos 1.000 para os 1.600 metros, assumiu a ponta, após a largada. Jet Lag (Public Speaker) corria em segundo. Avião Sureño (First American), Dick do Jaguarete (Kodiak Kowboy), Quick Hillie (Quick Road) e Monte Casino (Put It Back) disputavam, emparelhados, o terceiro.

Pelos paus, Halston aparecia na oitava e penúltima colocação, tendo, na sua cola, somente Repeat Winner (Setembro Chove), que encerrava o pelotão.

Na curva, Jet Lag desgarrou um bocado, levando consigo Havaí. A dupla recuperou parte do terreno perdido, antes do giro da reta final, na qual ingressaram praticamente emparelhados. Quando convidado por Robson Nunes, Havaí não saiu do lugar, tornando-se presa fácil para os avanços de Monte Casino. Sem passagem, Avião Sureño protagonizava reta atribulada. Quick Hillie era outro que buscava espaço para vir de trás.

Faltando 400 metros para o disco, porém, Halston surgiu, com grande ação, pela linha cinco. Impulsionado por Everton Pereira, tomou de golpe o primeiro posto e passou, na seta dos 200 finais, a receber a forte carga de Repeat Winner. Mantendo o ritmo necessário para lhe garantir o êxito, contudo, Halston resistiu aos avanços do adversário por ¾ de corpo, na dobrada do reprodutor nacional, Setembro Chove.

Avião Sureño (1 e ¾), após sofrer diversos atrapalhos, ficou com o terceiro posto, deixando Quick Hillie (2 e ¼) e Honoris Mio (2 e ½) no complemento do placar.

Depois: Dick do Jaguarete, Monte Casino, Havaí e Jet Lag.

Noutro êxito clássico para a coleção do treinador Delmar Lima Albres (Curitiba/PR), Halston conquistou, após 4 saídas, a terceira vitória – todas obtidas na chamada clássica paulista. Também vencedor do Clássico Farwell (L) e da Prova Especial Jayme Torres, percorreu a milha no tempo de 1:34.29, com finais de 22.97 e 11.67.

Mais notícias

San Luis Rey Downs: informações e comoção seguem reverberando

California Horse Racing Board identificou 43 dos 46 animais mortos no incêndio. Enquanto isso, iniciativas das mais diversas dedicam-se a acudir população de profissionais afetados na tragédia ocorrida no centro de treinamentos californiano.

Cantalona supera New Prada na Prova Especial João Goulart

Defensora do Haras Ereporã, que recebeu condução inspiradíssima de Leandro Henrique, levantou o melhor páreo do dia, no Jockey Club Brasileiro.

Justify supera adversários e neblina para vencer o Preakness Stakes (gr.I)

Filho de Scat Daddy confirmou seu favoritismo e agora fica a uma vitória da conquista da tríplice coroa norte-americana.