13 jul 2020 | 20:34:50

Com sangue brasileiro, Celtic Sea vence G1 na África do Sul

Filha da brasileira Ireland venceu, pela segunda vez, o South African Fillies Sprint (G1): consistência das linhagens da Fazenda Mondesir.

Celtic Sea venceu, em final de emoção

Imagem: Opera News

Na semana passada, resultado importante, para a criação brasileira, deu-se, em pistas sul-africanas. Em Scotsville, Celtic Sea, 4 anos, filha de Captain Al na brasileira Ireland (Mark of Esteem), de criação de Wilgerbosdrift & Mauritzfontein e propriedade de A. R. & Mrs. A. B. L. Beck, venceu, pelo segundo ano consecutivo, o South African Fillies Sprint (G1), em 1.200m na raia de grama, para potrancas de 3 e mais anos.

Numa vibrante atropelada, conduzida por Gavin Lerena, Celtic Sea emergiu, das últimas colocações, emplacando atropelada irresistível. Derrotou a australiana Run Fox Run por focinho, que por sua vez deixou Singforafa, também a focinho, no terceiro posto.

Treinada por Sean Tarry, Celtic Sea conquistou a décima vitória em 23 saídas. Múltipla ganhadora clássica – incluindo, ainda, o Garden Province Stakes (G1), duas vitórias em G2 e uma em G3 – Celtic Sea parou os relógios na marca de 1:07.73.

A mãe de Celtic Sea, Ireland, foi exportada, ainda inédita, para a África do Sul, onde obteve duas vitórias em provas comuns. Ireland descende de Dear Celina (Roi Normand), por sua vez genitora de La Defense (Nedawi), que venceu, na Gávea, o GP Roberto e Nelson Grimaldi Seabra (G1).

La Belle Celina (Ghadeer), terceira mãe de Celtic Sea, revelou-se múltipla produtora clássica, incluindo o ganhador de G1, Art Variety, além dos ganhadores clássicos Viernes, Tiptronic e Beris. Já a quarta mãe, Vada (Waldmeister) figura como uma das maiores preciosidades da criação Peixoto de Castro. Vencedora de duas provas de G1 (Grandes Prêmios Marciano de Aguiar Moreira e OSAF) é um dos raros casos de matrizes que figuram como mãe (no caso de Implausible) e avó (com Urodonal) de vencedores do Derby.

Mais notícias

Oberyn dá sequência à série no GP Frederico Lundgren (G3)

Potro do Stud Happy Again mostrou forma para a tríplice coroa.

Ler na íntegra

Ghaiyyath mantém série de vitórias no International Stakes (G1)

Novamente de ponta a ponta, corredor da Godolphin mostra forma para encara, dentre outros, Enable, no Prix l`Arc de Triomphe (G1).

Ler na íntegra

Fortune Danz conquista merecido batismo clássico no GP Linneo de Paula Machado

Potro do Stud Embalagem desbancou os corredores mais velhos em prova de G3.

Ler na íntegra