07 maio 2020 | 20:58:36

De olho em recorde, Baffert ruma, mais forte do que nunca, para o Kentucky Derby (G1)

Nadal sobrarem nos desdobramentos do Arkansas Derby (G1), em Oaklawn Park. Além deles, mantém guardado, às 7 chaves, na Califórnia, Authentic.

Charlatan venceu o Arkansas Derby e poucos dias depois teve seus direitos reprodutivos negociados.

Imagem: America's Best Racing/Eclipse Sportswire

O ano de 2020 ficará marcado, para sempre, como um ano “diferente” também na história do Kentucky Derby (G1). A mais tradicional prova do turfe norte-americano restou transferida, de maio para setembro, em razão da pandemia do COVID-19 – o que alterou, significativamente, o calendário do turfe norte-americano, como um todo. Há algumas coisas, porém, que permanecem inalteradas quando o assunto são os 2 minutos mais emocionantes do esporte.

Dos muitos símbolos e imagens que vêm à cabeça, em se tratando de Kentucky Derby (G1), poucas são tão significativas, atualmente, quanto o treinador Bob Baffert. Vencedor de 5 edições do páreo (das quais duas deram início a conquistas da tríplice coroa), Baffert poderá, em 2020, igualar a marca recorde de 6 vitórias detida – até aqui, isoladamente – por Benjamin Allyn Jones (treinador, dentre outros, de Citation). Pelo que se viu no último final de semana, Baffert está no caminho de fazê-lo.

Devido ao grande número de inscrições, o Arkansas Derby (G1) foi dividido em duas corridas, no sábado, em Oaklawn Park. Na primeira delas, Charlatan (Speighstown e Authenticity, por Quiet American) manteve-se invicto, em 3 corridas, ao largar e acabar. Na reta final, deu-se ao luxo de abrir 6 corpos sobre o ganhador do Hopeful Stakes (G1) Basin, vencendo com ampla facilidade.

O êxito de Charlatan não lhe rendeu apenas condição de animal visado, para a prova clímax de Churchill Downs. Nos dias que seguiram à sua vitória, o alazão teve seus direitos reprodutivos negociados, estando certo que servirá, ao final de sua campanha, na Hill ‘n’ Dale Farm, no Kentucky.

Pouco depois de Charlatan, foi a vez de outro pupilo de Baffert brilhar no desdobramento do Arkansas Derby (G1). Acompanhando os ponteiros com facilidade, Nadal (Blame e Ascending Angel, por Pulpit) tomou conta da prova, na entrada da reta final, vencendo com firmeza. O segundo colocado, King Guillermo, que vinha de vencer o Tampa Bay Derby (G2), chegou ao disco 3 corpos atrás de Nadal – que, por sua vez, segue invicto em 4 corridas, com vitórias, também, no Rebel Stakes (G2) e no San Vicente Stakes (G2).

Charlatan e Nadal, além de fáceis conquistas, emplacaram marcas igualmente parecidas. O primeiro percorreu os 1.700 metros, dirt, em 1:48.49. O segundo, em 1:48.34.

Não bastasse a dupla, que mostrou as garras, em definitivo, em Arkansas (onde, aliás, American Pharoah começou a trilhar sua tríplice coroa), Baffert conta, ainda, com um precioso reforço para as suas pretensões, em setembro. O profissional mantém, em solo californiano, o – também – invicto Authentic (Into Mischief e Flawless, por Mr. Greeley), que produziu 3 atuações de encher os olhos, com destaque para a vitória esmagadora no Sham Stakes (G3), com direito a manhas e vários corpos à frente dos demais, quando recebeu rating de 113 libras.

Authentic deverá retomar sua campanha no Santa Anita Derby (G1), que, uma vez adiado no dia 4 de abril, ainda não teve sua disputa reagendada.

Mais notícias

Proprietários de Hong Kong adquirem Jadir

Líder da geração 2014 na Gávea e candidato ao título de “melhor potro de 2 anos”, no Troféu Mossoró, partirá para a Ásia.

Ler na íntegra

Ghoul vence e se aproxima de recorde em Santa Anita

Crioulo do Haras Santa Maria de Araras venceu allowance, na Califórnia, e mesmo com cerca móvel ficou a menos de 1s do recorde dos 1.100 metros, na grama.

Ler na íntegra

Winx: 31 vitórias, 27 êxitos consecutivos e 20 troféus de G1

Craque australiana venceu, pela terceira vez, o George Main Stakes (gr.I).

Ler na íntegra