03 mar 2024 | 18:20:29

De ponta a ponta, Resultante conquista o Grande Prêmio Diana (G1) - Araras Blood & Power

Potranca do Stud Eternamente Rio obteve seu primeiro êxito de graduação máxima.


Francisco Chaves vibra com a vitória de Resultante.

Imagem: Sylvio Rondinelli/Divulgação JCB

Prova destinada a potrancas de 3 anos, o Grande Prêmio Diana (G1) - Araras Blood & Power, em 2.000m na raia de grama (leve), foi disputado, neste domingo (3), na Gávea, na 2ª prova da tríplice coroa. De ponta a ponta, vitória de Resultante, filha de Agnes Gold e Bitolão (Public Purse), de criação e propriedade do Stud Eternamente Rio.

Dada a partida, Resultante mandou-se para a ponta. Em segundo corria Nice Dream, com Magnifique Princess acionando em terceiro. Entre as segunda e terceira colocadas, German Glory infiltrava-se na briga. Orla de Ipanema, a candidata ao título de tríplice coroada, era a quinta.

Na reta oposta, Francisco Chaves controlava, a seu gosto, o ritmo do páreo, no dorso de Resultante. A corredora conseguiu concluir a reta oposta, bem como completar a curva, sem receber o "calor" de suas adversárias: na abordagem do tiro direto, Resultante trazia mais de 1 corpo de vantagem sobre Magnifique Princess, a segunda colocada.

A 400 metros do disco, o drone da transmissão da TV Turfe exibia uma pujante Orla de Ipanema, avançando, pela baliza três. Cem metros adiante, quando o enfoque da câmera voltou à posição normal, já se notava o chicote na mão canhota de Chaves - e, nisso, Resultante custando a entregar os pontos, pela cerca. Nice Dream, repetindo a corrida do "Possolo", também crescia, nos lances decisivos.

Por maior que tenha sido a "fila" dada por Orla de Ipanema, fato é que Resultante fez-se intransponível no caminho da favorita. Noutra demonstração de seus excelentes recursos, a alazã derrotou Orla de Ipanema - que "caiu de pé" - por 1 corpo e 1/2. Ponta e dupla das filhas do fantástico Agnes Gold, criadas pelo Stud Eternamente Rio. Nice Dream foi a terceira colocada. Uni Te foi a quarta e Me And You completou o marcador.

A seguir, Magnifique Princess, Olympic Nebraska, Dash And Play, German Glory, Maldivas Island, Mallabille, Rosa Cor de Rosa, Olympic New York, Madonna, Timetosetfire, Uneasky Bikini e Sweet Yasmin.

Luiz Cláudio Costa brilhou no "Oaks" da Gávea, ao encilhar suas três primeiras colocadas. Resultante, por sua vez, obteve sua 3ª vitória (a 2ª clássica) em 9 corridas.

Relógios parados na marca de 1:59.23.

 

Mais notícias

Em final emocionante, Deusa conquista o Grande Prêmio OSAF (G1)

Filha do nacional Beduíno do Brasil resistiu a High Wire e conquistou uma das mais tradicionais provas do calendário paulistano.

Photochart – Nascido Para Vencer: documentário sobre Jorge Ricardo tem trailer divulgado

Trecho promocional da película produzida por Richard Ávila movimentou – e emocionou – a comunidade turfística, nesta quarta-feira (3).

Folia de Domingo faz a festa na sabatina carioca

Potranca do Haras Santa Maria de Araras conquistou o Clássico Armando Carneiro (L).