25 mar 2017 | 18:19:03

Em possível despedida, Orpheus sobra no Clássico Duplex (L)

Defensor do Stud Jaguarete deverá seguir campanha nos Estados Unidos

Orpheus vence com autoridade em SP: milheiro deverá seguir para os Estados Unidos

Imagem: Marília Lemos

Uma das atrações desse sábado (25), no Jockey Club de São Paulo, o Clássico Duplex (L), em 1.600m na pista de areia, para produtos de 3 e mais anos, foi amplamente dominado por Orpheus, 5 anos, filho de Forestry e Ora Ora (Lycius), de criação do Haras Santa Maria de Araras e de propriedade do Stud Jaguarete. 

Aninha (Bonapartiste), pela cerca, tomou a canastra após a largada. Ouro (Shirocco) era o segundo colocado, correndo Orpheus em terceiro. Blessed Tiger (Amigoni) era o terceiro, Tudo Perfeito (Pleasantly Perfect) acionava em quarto e Tchê Barbaridade (Elusive Quality) em quinto. Old Safe Bet (Pioneering) encerrava o pelotão.

No que Aninha deixou vaga a baliza um, Nelito Cunha não pensou duas vezes em acelerar Orpheus, que rapidamente emparelhou com Aninha e Ouro na disputa pelo primeiro posto. Tudo Perfeito espiava a briga em quarto.

Abordada a reta final, o trio que disputava a dianteira ainda seguia emparelhado. A partir dos 400 finais, porém, Orpheus começou a se desvencilhar de Aninha e Ouro. Blessed Tiger caçava uma passagem mais por dentro. Tudo Perfeito e Tchê Barbaridade tentavam avançar por fora de todos.

Faltando 350 metros para o disco, Tchê Barbaridade fez menção de atacar Orpheus. Este, no entanto, ao entrar no rigor de Nelito Cunha, rapidamente aumentou sua velocidade pelas balizas de dentro. Assim, Orpheus não apenas dera manutenção à primeira colocação, como também aumentara sua vantagem para Tchê Barbaridade para 5 corpos e 1/4 no disco. Old Safe Bet (6 corpos e 1/4) foi o terceiro, finalizando Blessed Tiger (6 e 3/4) e Aninha (7 e 1/4) completaram o placar.

Depois chegaram Ouro e Tudo Perfeito. 

Apresentado por Lucas Quintana, Orpheus Orpheus conquistou a sua décima segunda vitória, em 31 apresentações. O castanho marcou o tempo de 1:34.49 para a milha na areia.

Conforme informação de Jair Bala, da equipe da TV Jockey/SP, momentos após Orpheus cruzar o disco de chegada, essa provavelmente foi a última apresentação do corredor no Brasil. De acordo com Bala, Orpheus deverá seguir campanha nos Estados Unidos. 

Mais notícias

Gibraltar Point, de bandeira a bandeira o melhor no Presidente da República - CSN

Castanho escuro do Haras Kigrandi conquistou novo êxito clássico para sua campanha.

Ler na íntegra

Nova sensação europeia, Too Darn Hot brilha no Dewhurst Stakes (gr.I)

Corredor invicto figura como líder, entre os corredores de 2 anos, no continente. Entre as fêmeas, melhor para Iridessa na Fillies’ Mile (gr.I).

Ler na íntegra

Nordland, com autoridade, vence a Prova Especial Jayme Torres

Filho de Courtier pertence a B.G.C. Thoroughbreds Stud

Ler na íntegra