04 set 2022 | 12:00:28

Em vitória histórica de Fligthline, Royal Ship obtém terceiro no “Pacific Classic”

Prova de G1 foi disputada no sábado, em Del Mar.


Flightline: uma atuação para a eternidade, em Del Mar.

Imagem: Daily Racing Form

Numa atuação que há de perdurar décadas e mais décadas dentre as mais impressionantes exibições de um PSI, em toda a história, Flightline, 4 anos, filho de Tapit e Feathered (Indian Charlie), de criação de Summerwind Equine e propriedade desta em sociedade com Hronis Racing e West Point Thoroughbreds, venceu, no sábado (3), em Del Mar, o Pacific Classic Stakes (G1), em 2.000m na areia, com US$ 1 milhão de bolsa.

Flightline venceu por, nada menos, que 19 corpos e ¼.

Em segundo, finalizou o ganhador da última Dubai World Cup (G1), Country Grammer. O brasileiro Royal Ship, de criação do Haras Belmont, a apenas ½ corpo de Country Grammer, ficou com a terceira colocação.

Conduzido por Flavien Prat e treinado por John Sadler, Flightline desenvolveu, até aqui, uma campanha invicta de 5 corridas. Seus prêmios ultrapassam US$ 1,3 milhão.

Assinalando 1:59.28 para a distância, Flightline passou muito perto de derrubar o recorde de Candy Ride (1:59.11), que foi conquistado, no mesmo páreo, em 2003.

Mais notícias

Grand Cru confirma favoritismo em listed race

Corredor do Haras Valentin venceu o Clássico Luiz e José Vieira de Carvalho Mesquita (L).

Bella Glória confirma favoritismo no GP Luiz Fernando Cirne Lima

Corredora (filha do nacional Glória de Campeão) do treinador Hilton Pires prevaleceu no “Páreo das Éguas” do festival gaúcho.

Mandrake aprova aumento da distância na Prova Especial Redattore

Vindo de vencer o GP Major Suckow (G1), potro do Stud H&R competiu, pela primeira vez, acima do quilômetro.