10 jan 2021 | 00:15:34

EUA: em corrida de reaparecimento, Jolie Olímpica forma a dupla, em G3

Brasileira não corria desde julho do ano passado.

Charmaine's Mia venceu, em recorde

Imagem: Santa Anita Park

Artigo de atenção e torcida por parte de turfistas de todo o Brasil, Jolie Olímpica voltou a correr neste sábado (9), em Santa Anita Park. Em típica corrida de reaparecimento (não atuava desde o seu segundo lugar para Rushing Fall no Jenny Wiley Stakes (G1)), ela formou a dupla, para Charmaine’s Mia, no Las Cienegas Stakes (G3, em 1.200m/grama, com US$ 100 mil de bolsa) – prova que a própria Jolie Olímpica havia vencido, ao estrear, naquele país, em 2020.

Nos primeiros movimentos do páreo, Oleksandra, que viria a ser a principal diferença de Jolie Olímpica, tropeçou, derrubando seu jóquei. Ainda que sem ter sido afetada pelo lance, Jolie Olímpica sobrou para último, passando a correr distante da ponteira Charmaine’s Mia, que emplacou 21s58, para os primeiros 400 metros – em marca semelhante, portanto, aos 22s do ano passado, os quais Jolie Olímpica acompanhou muito mais próxima.

Na curva, quando se esperava que Mike Smith buscaria por Jolie Olímpica, a fim de começar a descontar a vantagem das primeiras colocadas, pouco se viu – para desespero daqueles que a elegeram favorita, nas apostas, e frustração dos aficionados que viram a brasileira ter limada qualquer possibilidade de brigar pela vitória.

Lançada por fora das adversárias, na reta final, para uma partida curta, Jolie Olímpica fez o que era possível de ser feito, naquelas circunstâncias: passou para segundo, a 2 corpos e ½ de Charmaine’s Mia, que bateu o recorde dos 1.200m, na grama, ao assinalar 1:07.81 para a distância. Superstition ficou com o terceiro posto, após Lighthouse ter sido desclassificada, da terceira para a quarta posição. Bohemian Bourton depois.

Charmaine’s Mia é uma égua de 5 anos, filha de The Factor e Charming Vixen (Bernstein), de criação de Gunpowder Farms e propriedade de Agave Racing Stable. Treinada por Phillip D’Amato, conquistou sua 5ª vitória em 26 saídas.  

Mais notícias

Grand Amiga encanta no Grande Prêmio Paraná – Jockey Plaza (gr.III)

Vinte e seis anos depois de Kanaloa, uma fêmea voltou a vencer a prova máxima do turfe paranaense. Filha de Amigoni coroou geração de ouro do Haras Cifra.

Ler na íntegra

Set Ly mantém invencibilidade em São Paulo

Corredor de Carlos Antonio Nogueira Platzeck venceu a Prova Especial Manoel Justino de Almeida Netto.

Ler na íntegra

Em atropelada fulminante, Izzi Bizzi vence o GP Pres. José de Souza Queiroz (G2)

Potro de Black Opal Stud assumiu a liderança da geração.

Ler na íntegra