25 ago 2020 | 21:16:11

EUA: Lamartine forma a dupla, em listed; neta de Sheila Purple estreia com vitória

Resultados da criação e genética brasileiras, nos últimos dias, no hemisfério norte (Imagem da capa: Sylvio Rondinelli).


Além da expressiva estreia de Royal Ship, as pistas norte-americanas revelaram, nos últimos dias, outros resultados chamativos para a criação e para a genética brasileiras.

Em Remington Park, produtos de 3 e mais anos disputaram o Governor`s Cup Stakes (L), 1.800m, dirt, com bolsa de US$ 82,5 mil. Vitória de Hunka Burning Love, com o brasileiro Lamartine (por Shanghai Bobby, de criação do Stud Eternamente Rio) formando a dupla.

Com David Cabrebra “up”, Hunka Burning Love ingressou na reta final, já na primeira colocação. Lamartine, que girou para o tiro direto em sua cola, na segunda posição, chegou a dar alguma impressão de que poderia desalojar o ponteiro. O brasileiro, porém, perdeu contato com Hunka Burning Love, que passou a abrir vantagem, cada vez maior, no primeiro posto. Hunka Burning Love bateu Lamartine por 6 corpos e ½. Mocito Rojo foi o terceiro. Correram 9, ao todo.

Treinado por Karl Broberg, Hunka Burning Love é um 6 anos, filho de Into Mischief e Touch of Fire (Thunder Gulch), de criação Moris Floyd & Chuck Givens e propriedade de End Zone Athletics Inc. Essa foi a sua décima terceira vitória (primeira clássica) em 42 saídas. Tempo de 1:48.18.

Já em Saratoga, numa eliminatória destinada a potrancas de 2 anos, em 1.200m, dirt, com US$ 72 mil de dotação, revelou êxito de Fifth Risk, filha de Outwork e Blue Orleans (Bluegrass Cat), de criação de DocAtty Stables e propriedade de Paul Pompa. Sua segunda mãe é a brasileira Sheila Purple, notabilizada por ter dado à luz, Pico Central (Spend A Buck).

Fifth Risk, que foi conduzida por John Velasquez, confirmou seu favoritismo, ao derrotar Jade Empress por ½ corpo. Tempo de 1:12.36 assinalado pela ganhadora, que recebe o treinamento de Todd Pletcher.

Criada pelo Haras Rosa do Sul, Sheila Purple obteve 2 vitórias, em Cidade Jardim. Seu ilustre filho, Pico Central (criado pelo Haras Fronteira), venceu, no Brasil, os GGPP Major Suckow (G1) e Estado do Rio de Janeiro (G1). Nos Estados Unidos, tornou-se o primeiro brasileiro a vencer a “trinca da velocidade” de Nova York, composta pelos Vosburgh Stakes (G1), Metropolitan Handicap (G1) e Carter Handicap (G1).

Depois de servir, por duas temporadas, na Flórida, Pico Central foi enviado para a Coréia do Sul, onde desempenhou papel de reprodutor até o ano de 2013, quando veio a falecer.

Mais notícias

De olho em recorde, Baffert ruma, mais forte do que nunca, para o Kentucky Derby (G1)

Nadal sobrarem nos desdobramentos do Arkansas Derby (G1), em Oaklawn Park. Além deles, mantém guardado, às 7 chaves, na Califórnia, Authentic.

Leiloada por US$ 8,2 milhões, potranca torna-se a mais “cara” da história de Keeneland

Mandy Pope adquiriu a filha de American Pharoah e Leslie’s Lady na quarta-feira.

Pedigree & Black Type: os Ganhadores Clássicos no Brasil - 5ª Edição

Nesta semana: Surprising e Penelope Charming.