01 ago 2020 | 16:53:24

Hevea não escolhe distância e vence o GP Presidente Teixeira de Assumpção Netto (G3)

Em excelente forma atlética, defensora de Telmo Nunes Estrella conquistou seu batismo clássico.

Hevea conquistou seu batismo clássico

Imagem: Porfírio Menezes/Divulgação JCSP (Arquivo)

Mesmo “caindo” dos 2.000 para os 1.400 metros (hoje, com 8m de cerca móvel, na raia de grama), Hevea, 5 anos, filha de Agnes Gold e Chris Lady (Grand Lodge), de criação do Stud Rio Dois Irmãos e propriedade de Telmo Nunes Estrella, não deu chance às suas adversárias no Grande Prêmio Presidente Teixeira de Assumpção Netto (G3), destinado a éguas de 3 e mais anos.

Mutlu San, como de praxe, assumiu a dianteira. Nude corria em segundo, com Hevea acompanhando-as, de perto, na terceira posição. Hear My Plea completava o grupo das quatro primeiras.

Na reta de chegada, Nelson Alexandre Santos lançou Hevea por fora das duas adversárias, que corriam à sua frente. Sem ser exigida a fundo, Hevea tomou conta do páreo, nos 300 finais. Mutlu San chegou a ensaiar uma reação, pela cerca, mas nada que fosse suficiente para combater a ação de Hevea.

Em vitória firme, Hevea derrotou Nude por 2 corpos e ¼. Hear My Plea foi a terceira colocada. Mutlu San e Jabaquara Segunda completaram o marcador. Eroina Clara e Fofa Linda depois.

Mantida em excelente forma por Valter dos Santos Lopes, Hevea conquistou seu batismo clássico, na 7ª vitória de sua campanha, agora composta por 22 saídas.

Tempo de 1:22.36.

Mais notícias

Feiticeira Kowboy, uma Kodiak Kowboy, vence o 50º Turfe Gaúcho

Potranca do Stud y Haras Viejo Paco derrotou os machos na tradicional prova da cancha reta brasileira.

Ler na íntegra

América do Sul: as pollas pelo continente

Os meses de agosto e setembro conectam os países latinos em razão das disputas de suas pollas e provas assemelhadas. Dentre os ganhadores, um ponto de intersecção, além da questão territorial: Mr. Prospector.

Ler na íntegra

Show de Bagé In Concert marca sábado movimentado em Porto Alegre

Entre as fêmeas, foi Bacanona quem prevaleceu na sequência das tríplices coroas

Ler na íntegra