17 jan 2021 | 19:00:56

I’m Stronger conquista batismo clássico, na Gávea

Corredora do Haras Santa Rita da Serra levantou o Clássico Antônio Carlos Amorim (L)

I'm Stronger conquistou batismo clássico

Imagem: Sylvio Rondinelli/Divulgação JCB

Principal embate deste domingo (17), no Jockey Club Brasileiro, o Clássico Antônio Carlos Amorim (L), em 1.600m na pista de grama (leve, com 3m de cerca móvel), teve em I’m Stronger, 4 anos, filha de Midshipman e Uphill (Torrential), de criação e propriedade do Haras Santa Rita da Serra, a sua ganhadora.

Love You More fez questão da ponta, após a largada. Italian Party corria em segundo, com Hang Loose, por fora das duas, acionando em terceiro. “Agarrada” ao trio, I’m Stronger era a quarta colocada.

Depois vinham Una Sola, Olympic Dust e Love Is Forever.

Na reta final, Italian Party partiu para cima de Love You More, enquanto Jorge Ricardo, com I’m Stronger, seguia “nas patas” da dupla. A 400 metros do disco, Ricardinho sacou I’m Stronger por fora das oponentes e I’m Stronger, de pronto, atacou-as.

Com melhor ação, I’m Stronger tomou conta das ações, na altura dos últimos 300 metros. Dali em diante, construiu firme vitória, superando Italian Party por 1 corpo e ¼. Hang Loose foi a terceira. Love Is Forever e Love You More completaram o marcador.

A seguir, Olympic Dust e Una Sola. Não correu: Casa Blanca.

Treinada por Luis Esteves, I’m Stronger passa a contar com 3 vitórias (agora, a 1ª clássica) em 5 saídas. Tempo de 1:34.35.

Mais notícias

Mano de Piedra: de bandeira a bandeira o melhor

Pupilo de Diego Gosik conquistou o Clássico Candido Egydio de Souza Aranha (L).

Ler na íntegra

Criação: Colina Verde dá a luz a uma filha de Artie Schiller

Potranca da geração 2017 nasceu no último dia 9 de fevereiro, no Kentucky

Ler na íntegra

Desejado Thunder: um nacional no topo da lista, em número de coberturas, no ano de 2017

Relação indica que filho do também nacional Durban Thunder, pertencente ao Haras Ponta Porã, cobriu 117 éguas no ano passado.

Ler na íntegra