22 out 2023 | 12:19:27

King of Heart: vitória “do coração” na Pegasus Brasil 2023

Corredor do Stud Sion brilhou no momento mais aguardado da jornada, em Curitiba.


King of Heart: o astro principal da Pegasus Brasil 2023.

Imagem: Felipe Neves/Divulgação JCP

Momento mais aguardado da jornada desse sábado (21), em Curitiba, a Pegasus Brasil 2023, em 1.400m na raia de areia (macia), para animais de 3 anos, com mais de R$ 150 mil em prêmios, para o ganhador, teve em King of Heart, filho de Wired Bryan e Irada (Choctaw Ridge), de criação do Haras Niju e propriedade do Stud Sion, o seu astro principal.

Em ritmo acelerado, Q’Ana do Iguassu fez questão da ponta, após a largada. Bem aberta, trazia Quebec Dancer, em sua captura, acionando Imagem Kentuck em terceiro e Sylvester Stallone na quarta colocação. King of Heart, que partiu pela baliza um e foi por lá mantido, durante quase toda a extensão do páreo, por Ruberlei Viana, disputava o quinto posto.

Na hora da verdade, King of Heart e Quebec Dancer despontaram, para o tiro direto, em acirrada briga pela primeira colocação. Após muito insistir, na altura dos últimos 200 metros, King of Heart dominou, em definitivo, o panorama do páreo.

Ratificando o êxito alcançado na corrida preparatória, King of Heart suplantou Quebec Dancer, de excelente corrida, por 1 corpo e ¼. Sylvester Stallone e Q’Ana do Iguassu completaram a quadrifeta. El Dragon ficou com o desfecho do placar remunerado.

Treinado pelo maior ganhador do histórico da Pegasus Brasil, Marcus Decki, King of Heart conquistou sua terceira – e mais importante vitória – em 6 corridas.

Tempo de 1:26.70.

 

Mais notícias

Copa dos Criadores 2020: inscrições são encerradas e campos definidos

Segunda parcela do added foi paga nesta quinta-feira (18). Clique e confira mais informações!

Giro pelos EUA: Touriga faz boa estreia. Guarana e Maximum Security vencem provas de G1

Stakes estiveram sob o olhar do turfista brasileiro, no último fim de semana.

Melhor Maneira conquista a Prova Especial Mensageiro Alado

Corredora do Stud Verde deixou adversários para trás, no quilômetro.