08 nov 2018 | 12:24:25

Mercado: Lady Aurelia e Lady Eli, destaques na primeira semana de vendas, no Kentucky

Campeãs norte-americanas alcançaram cifras milionárias na primeira semana dos tradicionais leilões de reprodutoras realizados no Kentucky, no mês de novembro.

Lady Aurelia alcançou US$ 7,5 milhões no Fasig-Tipton.

Imagem: Racing Post

Numa semana deveras especial para o turfe, no Kentucky, em razão da realização de mais uma Breeders’ Cup, a “capital mundial do cavalo” também ganhou os holofotes por força dos tradicionais leilões de reprodução, lá realizados, tradicionalmente, durante o mês de novembro. Na primeira semana de vendas, que costuma revelar os maiores preços das licitações, as campeãs Lady Aurelia e Lady Eli alcançaram cifras milionárias e ocuparam posição de destaque.

No domingo (4), durante o Fasig-Tipton November Sale, Lady Aurelia foi arrematada por US$ 7,5 milhões pela Stonestreet Thoroughbred Holdings junto à Hill ‘n’ Dale Sales (consignadora). Filha de Scat Daddy e D’Wildcat Speed (Forest Wildcat), Lady Aurelia – atualmente com 4 anos – apesar de criada e treinada nos Estados Unidos, conquistou em solo europeu seus principais resultados. Aos 2 anos, venceu o Prix Morny (gr.I) na França e o Queen Mary Stakes (gr.II) durante o Royal Ascot. No ano seguinte retornou ao maior festival britânico para conquistar o King’s Stand Stakes (gr.I). “Em casa”, destacou-se, além da vitória obtida no Giant’s Causeway Stakes (L), pela chamativa estreia, na qual bateu o recorde dos 900 metros em Keeneland.

Ainda que vazia, Lady Aurelia foi comercializada já retirada à reprodução.

Além de Lady Aurelia, nada menos que outros 21 lotes do leilão igualaram ou superaram a casa dos 7 dígitos. Múltipla ganhadora de G1 e cheia de Tapit, Stopchargingmaria (7 anos, filha de Tale of The Cat e Exotic Bloom, por Montbrook), foi vendida, pela Taylor Made (consignadora) à Whisper Hill Farm, no valor de US$ 4,4 milhões, e galgou a condição de segundo lote mais valorizado. O terceiro foi Daddys Lil Darling (4 anos, filha de Scat Daddy e Miss Hot Salsa, por Houston), consignada pela Gainesway (em nome da Normandy Farm) e arrematada – por US$ 3,5 milhões – pela Coolmore. Trata-se de uma ganhadora de G1 já retirada à reprodução, que foi oferecida vazia no leilão.

Ao todo, 140 lotes no Fasig-Tipton movimentaram US$ 89,4 milhões, contra US$ 74,2 milhões circulados, por 115 lotes, no ano passado. A média, porém, sofreu leve decréscimo, de US$ 645 mil em 2017 para US$ 639 mil em 2018. Em relação a lotes não vendidos, houve 53 (contra 27 em 2017).

Já na segunda-feira (5), teve início o livro 1 do Keeneland November Breeding Stock Sale. Uma das melhores éguas de pista de grama, do turfe norte-americano, nos últimos anos – notabilizada, ainda, por ter se recuperado, com sucesso, de uma laminite – Lady Eli foi posta à venda pela Hill ‘n’ Dale (consignadora) e foi adquirida pela própria Hill ‘n’ Dale em sociedade com John G. Sikura pelo valor de US$ 4,2 milhões. Lady Eli encontra-se prenhe de War Front.

Lady Eli venceu nada menos que 6 provas de graduação máxima. Finalizou, ainda, em segundo na Breeders’ Cup Filly & Mare Turf (gr.I). Dona de 10 vitórias em 14 saídas, somou mais de US$ 2,9 milhões em prêmios.

My Miss Sophia, (7 anos, filha de Unbridled’s Song e Wildwood Flower, por Langfuhr), que em campanha foi ganhadora de G2 e finalizou em segundo no Kentucky Oaks (gr.I), restou leiloada por US$ 4,2 milhões pela Lane’s End (consignadora) ao agente Steven Young. A exemplo de Lady Eli, encontra-se cheia de War Front.

Noutra venda da Lane’s End, Tiffany’s Hour (7 anos, filha de Street Cry e Better Than Honour, por Deputy Minister) foi leiloada para Katsumi Yoshida por US$ 2,2 milhões. Apesar da breve campanha (não obteve colocação na única saída), é uma irmã materna dos ganhadores do Belmont Stakes (gr.I) Jazil (Seeking The Gold) e Rags To Riches (A. P. Indy) – esta a última fêmea a fazê-lo.

O Keeneland November Breeding Stock Sale será encerrado no próximo dia 16 de novembro.

Mais notícias

Na areia, Orpheus foi perfeito no Clássico Câmara Municipal de São Paulo (L)

Disputado nesse sábado (25), no Jockey Club de São Paulo, o Clássico Câmara Municipal de São Paulo (L), em 1.400m na areia, para produtos de 3 e mais anos, quem se sobressaiu foi o argentino Orpheus, 5 anos, filho de Forestry e Ora Ora (Lycius), de criação do Haras Santa Maria de Araras e de propriedade do Stud Jaguaretê.

Ler na íntegra

Anuário de Garanhões: você pode colocar o seu reprodutor na capa!

Alocação de animais na capa e 4ª capa, além de utilização dos espaços para publicidade, pode ser cotada junto à Editora Jequitibá.

Ler na íntegra

De ponta a ponta, Silver Prize prevalece no Clássico Itajara (L)

Alazão do Stud Minion ficou com a vitória no melhor páreo da reunião.

Ler na íntegra