09 maio 2020 | 20:59:45

Nordland, com autoridade, vence a Prova Especial Jayme Torres

Filho de Courtier pertence a B.G.C. Thoroughbreds Stud

Nordland recebeu ótima condução de V. Rocha.

Imagem: Porfírio Menezes/Divulgação JCSP

Neste sábado (9), em Cidade Jardim, produtos inéditos de 2 anos disputaram a Prova Especial Jayme Torres, em 1.400m na pista de grama (leve). Vitória de Nordland, filho de Courtier e Amore Bionda (Henrythenavigator), de criação do Haras São José da Serra e propriedade de B.G.C. Thoroughbreds Stud.

Fleur do Jaguarete fez questão da ponta, no pulo de largada. Zucchero, que forçou, aberto, tomou a segunda posição. Em terceiro, acionava Lord Blue Eyes. Valmir Rocha, por sua vez, mantinha Nordland em sexto, pelos paus, separado da briga dos ponteiros.

No tiro direto, Zucchero deu sua missão por encerrada. Nisso, Fleur do Jaguarete ganhou algum refresco, em relação aos ataques que vinha sofrendo. Não demorou, porém, para que Nordland surgisse atropelando, pelo interno da raia.

Em ótima passagem encontrada por Rocha, Nordland partiu para cima de Fleur do Jaguarete – que resistiu, o quanto pôde, à carga do adversário. No disco, ¾ de corpo de vantagem para Nordland. Lord Blue Eyes foi o terceiro, com Le Leopard e Iridium completando o marcador.

A seguir, Pomponius, Onore, Victory Is Good, Zucchero, Regal Aquilo e Ichibon Court.

Recebendo treinamento, em Curitiba/PR, de Fabiano Loezer, Nordland completou o percurso no tempo de 1:22.49, com finais de 22.81 e 11.76.

Mais notícias

Na serra, My Cherie Amour segue em recuperação

Campeão do último Grande Prêmio Brasil chegou a ter sua aposentadoria ventilada

Ler na íntegra

Criação: mãe de California Chrome dá a luz a um filho de Tapit

Nasceu na última quarta-feira (25) na Atlas Farm, no Kentucky, uma irmão materno de California Chrome, por Tapit. O macho parido pela matriz Love The Chase (Not For Love) nasceu pouco antes da meia-noite, de acordo com a reportagem da Blood Horse.

Ler na íntegra

Quem será o melhor velocista do Brasil?

Grande Prêmio Major Suckow (gr.I) promete fazer tremer a pista carioca.

Ler na íntegra