04 fev 2024 | 19:39:58

Orla de Ipanema: a melhor no Grande Prêmio Henrique Possolo (G1) - Araras Blood & Power

Potranca do Stud H&R confirmou seu favoritismo e é a candidata à tríplice coroa


Orla de Ipanema é a candidata à tríplice coroa.

Imagem: Sylvio Rondinelli/Divulgação JCB

Uma das principais atrações deste domingo (4), no Jockey Club Brasileiro, o Grande Prêmio Henrique Possolo (G1) - Araras Blood & Power, em 1.600m na raia de grama (pesada), para potrancas de 3 anos, deu números iniciais à tríplice coroa de éguas. Vitória da favorita Orla de Ipanema, filha de Agnes Gold e Classic Road (Wild Event), de criação do Stud Eternamente Rio e propriedade do Stud H&R. 

Magique saiu com pressa dos boxes. Kinaja, contudo, acelerou mais aberta, fazendo questão da ponta. German Glory corria em terceiro. Gate Two e Maldivas Island disputavam o quarto, emparelhadas. 

Por dentro, Orla de Ipanema acionava na sexta posição. Na curva, era visível o conhecido ímpeto da corredora, que pedia rédeas a Valdinei Gil. O calmo piloto, porém, mantinha-se no limiar entre não brigar, com a sua conduzida e, ao mesmo tempo, não permitir uma disparada precipitada. 

Na hora da verdade, Orla de Ipanema girou tal qual uma autêntica barbada. Com seu jóquei de posição alta, a corredora tomou conta das ações na altura dos 400 finais. De trás, avançavam Nice Dream e Maldivas Island.

Ainda que Nice Dream tenha emplacado bom arremate, descontando, um bocado, a vantagem detida por Orla de Ipanema, fato é que a líder chegou ao disco sob a confortável vantagem de 1 corpo e 3/4 sobre Nice Dream. Maldivas Island foi a terceira. Resultante e Dash And Play completaram o marcador.

Depois, Me And You, Champagne Rosé, Magnific Princess, German Glory, Uni Te, Gate Two, Kinaja e Magique.

Responsável pelas 1ª, 2ª, 4ª e 5ª colocadas, Luis Claudio Costa encilhou Orla de Ipanema para que a corredora obtivesse sua 4ª vitória (a 3ª clássica) em 6 corridas.

Tempo de 1:37.55.

 

Mais notícias

No aumento da distancia, Zilhão Dolar vence prova especial

Corredor do Haras Free Way levantou a PE Duque de Caxias.

Aos esbarros, No Ar confirma favoritismo em Curitiba

Defensor do Stud Blue Velvet prevaleceu na Prova Especial Dois de Dezembro.

Lauren prevalece no Grande Prêmio Costa Ferraz (gr.III)

Defensora do Haras Nacional conquistou seu batismo clássico.