02 maio 2022 | 21:18:17

Ótima Pedida supera o favorito Jonnos na PE Ismael da Silva Neto

Potranca do Stud Verde conquistou o melhor páreo da noturna carioa.


Ótima Pedida brilhou na noturna da Gávea

Imagem: Sylvio Rondinelli/Divulgação JCB

Principal atração da jornada realizada nesta segunda-feira (2), no Jockey Club Brasileiro, a Prova Especial Ismael da Silva Neto, em 1.200m na pista de areia (macia, pela variante), para produtos de 3 e mais anos, foi vencida por Ótima Pedida, 3 anos, filha de Drosselmeyer e Bolshoi Ballerina (Elusive Quality), de criação do Stud Eternamente Rio e propriedade do Stud Verde.

Fantasy-Twist fez questão da ponta após a largada. Cruzando a frente do favorito Jonnos, a ponteira trazia 2 corpos sobre o oponente, que lhe acompanhava de perto. Niobio era o terceiro e Ótima Pedida a quarta.

Na reta final, Jonnos girou dominando Fantasy-Twist com seu jóquei, Leandro Henrique, olhando por debaixo das pernas, à procura dos que vinham de trás. Rapidamente, então, avistou Ótima Pedida, que sacada por fora de Jonnos por Wilkley Xavier, avançou sobre o rival, na altura dos últimos 250 metros.

Ainda que Jonnos tenha tentado resistir, não houve quem segurasse Ótima Pedida, nos lances decisivos. Com melhor ação, a corredora derrotou Jonnos por ½ corpo. Go Rafa Go, a 8 corpos, foi o terceiro. Malvado Favorito e Hale Bop completaram o marcador.

Depois, Niobio, Ogro da Gávea e Fantasy-Twist. Não correu: It’s Well.

Treinada por Luis Esteves, Ótima Pedida conquistou sua 3ª vitória em 9 corridas. Tempo de 1:12.10.

Mais notícias

Northern Town conquista a Prova Especial Euphorie

Filha do nacional Que Fenômeno, do Stud Figuron e Varanda, segue invicta.

EUA: Accelerate esmaga adversários no Pacific Classic Stakes (gr.I)

Filho de Lookin At Lucky conquistou nova prova de graduação máxima. Eskimo Kisses e Fatale Bere conquistaram os outros G1 do fim de semana, em pistas norte-americanas.

Oceano Azul confirma favoritismo e mostra forma para a tríplice coroa

Champion 2yo nacional venceu o Grande Prêmio José Buarque de Macedo (G3).