16 out 2023 | 22:15:44

Que Bianca confirma favoritismo no Clássico São Francisco Xavier (L)

Filha do nacional West By East, que pertence ao Haras Di Cellius, derrotou os machos, no melhor páreo da noturna da Gávea.


Que Bianca conquistou sua primeira vitória clássica.

Imagem: Sylvio Rondinelli/Divulgação JCB

Principal atração da jornada noturna desta segunda-feira (16), no Jockey Club Brasileiro, o Clássico São Francisco Xavier (L), em 1.200m na raia de areia (macia, pela variante), para produtos de 3 e mais anos, foi vencido pela favorita Que Bianca, 4 anos, filha do nacional West By East e Habile Bianca (Mastro Lorenzo), de criação e propriedade do Haras Di Cellius.

Pela baliza um, Major Bryan fez questão da ponta. Não demorou, porém, para Que Bianca "colocar de lado", vinda do extremo externo do partidor. Big River vigiava a briga, nas patas da dupla. L'Enfant era o quarto. Henry Fonda e Tempestade Azul disputavam a quinta colocação.

Logo na curva, Que Bianca dominou Major Bryan. A conduzida de Valdinei Gil ingressou na reta final recebendo avanços de Big River. Os dois, rapidamente, destacaram-se na disputa da primeira colocação.

Apesar da incessante carga de Big River, Que Bianca voltou a desfilar categoria e - muita - qualidade, na raia da Gávea. Aparando, com sucesso, os ataques do oponente, Que Bianca bateu Big River por 1 corpo e 1/2. Henry Fonda foi o terceiro, finalizando Sonhador Vi e Major Bryan no complemento do marcador. 

A seguir, Tempestade Azul e L'Enfant.

Treinada por Luis Esteves, Que Bianca obteve sua quinta vitória (a primeira clássica), em 9 corridas. Tempo de 1:12.78.

 

Mais notícias

Forever Unbridled brilha na Breeders’ Cup Distaff: resumo do primeiro dia

Maior festival norte-americano teve sua primeira data ontem (3), em Del Mar.

Darley inicia amanhã (1º/12) aplicações para o Programa Flying Start

Curso oferecido pelo Sheikh Mohammed bin Rashid Al Maktoum contempla atuação em diversas áreas da indústria turfística.

Na milha e meia, Or Noir não encontra adversários

Fundista do Haras Doce Vale conquistou o Clássico Coaraze (L).