18 dez 2021 | 17:53:41

Roxoterra encerra um 2021 perfeito na Copa dos Campeões – Steel Warehouse (G2)

Roxoterra encerra um 2021 perfeito na Copa dos Campeões – Steel Warehouse (G2) Filho do nacional Gol Tricolor rendeu ao Haras Fazenda Boa Vista sua 6ª vitória nas últimas 7 corridas.


Roxoterra só faz vencer

Imagem: Porfírio Menezes/Divulgação JCSP

Poucos animais cruzaram o disco em primeiro, tantas vezes, no Brasil, em 2021, quanto Roxoterra. Para coroar um ano praticamente perfeito, neste sábado (18), o filho do nacional Gol Tricolor e Artemia (Kalanisi), de criação e propriedade do Haras Fazenda Boa Vista, conquistou a Copa dos Campeões – Steel Warehouse (G2), em 2.000m na raia de grama (pesada), para produtos de 3 e mais anos.

No Sound e Head Office saíram brigando pela ponta. Foi o campeão do último GP São Paulo (G1), porém, quem se definiu em primeiro. Terminado o prolongamento da reta oposta, Zezé Corredor forçou para, na altura dos últimos 1.200 metros, passar por Head Office e assumir a dianteira.

Jeane Alves, que não tinha nada a ver com isso, mantinha Roxoterra em sexto, livre de qualquer briga.

Abordada a reta final, Head Office desgarrou um bocado. Ainda assim, passou como quis por Zezé Corredor. Quando os competidores alcançaram a placa dos 400 finais, contudo, já se percebia a atropelada de Roxoterra.

Ainda que Head Office tenha ensaiado resistência, Roxoterra não encontrou grandes dificuldades para suplantar o rival. Nas patas deles, Nautilus buscava uma brecha para atropelar.

Faltando 200 metros para o disco, Roxoterra já trazia a sentença liquidada em seu favor. Em êxito dotado de facilidade, derrotou Head Office por 1 corpo e ¾. Nautilus foi o terceiro e Avião Sureño o quarto. Zezé Corredor completou o marcador. Depois, Rocky Marciano e No Sound.

Houve reclamação, sem sucesso, do jóquei de Nautilus (B. Queiroz) contra Head Office e Roxoterra.

Inscrição de Eduardo Garcia, Roxoterra chega à marca de 7 vitórias (4 clássicas) em 13 corridas. Nas últimas 7 corridas, 6 êxitos e 1 segundo lugar. Tempo de 2:01.92, com finais de 25.85 e 13.00.

Mais notícias

Com “DNA Mondesir”, Celtic Sea vence G1 na África do Sul

Filha da brasileira Ireland impôs-se no Garden Province Stakes (gr.I).

Cristal: Joka Bold conquistou a melhor prova da semana

Tordilho de Luiz Henrique F. dos Santos venceu o Clássico Presidente Indemburgo de Lima e Silva.

Troféu Mossoró 2019: Candidatas ao prêmio de Melhor Potranca de 2 anos

Votação (exclusiva para associados) até 30/7 às 17h pelo link https://abcpcc.com.br/votacao.