21 fev 2021 | 14:28:07

Saudi Cup: Mishriff, um irlandês, surfa na “praia” dos norte-americanos

Corredor europeu venceu a Saudi Cup (G1) e derrotou os norte-americanos, justamente, na maior praia destes: a areia.

David Egan comemora a vitória de Mishriff

Imagem: Andrew Parker/Grossick Racing/Racing Post

No sábado (20), em Riyadh, foi disputada a segunda edição da Saudi Cup (G1), em 1.800m na areia, com US$ 20 milhões de dotação. Dando-se ao luxo de contar com as participações de Charlatan e Knicks Go, no caso os dois principais cavalos do turfe norte-americano, na atualidade, a prova, contudo, revelou o êxito de um irlandês: o 4 anos Mishriff, filho de Make Believe e Contradict (Raven’s Pass), de criação de Nawara Stud e propriedade do Príncipe da Arábia Saudita, Ayah bint Faisal.

Mesmo com Charlatan e Knicks Go correndo uma prova à parte, num duelo particular movido à base de ritmo intenso, David Egan não permitiu que Mishriff perdesse a dupla de vista: ele acionava em terceiro, não mais de 3 corpos atrás dos dois primeiros.

Knicks Go renunciou à briga na cabeceira da reta final. Charlatan, por sua vez, logo recebeu a partida de Mike Smith, enquanto que Mishriff passou a descontar, galão a galão, a vantagem do badalado filho de Speighstown, que vinha de dar um show no Malibu Stakes (G1). Logo se viu que os lances decisivos da prova contariam com requintes de emoção.

Da tanto Mishriff insistir e por maior que tenha sido a resistência de Charlatan, fato é que, nos derradeiros 150 metros, Mishriff definiu-se, no posto principal. Derrotou Charlatan por 1 corpo. Great Scot foi o terceiro e Knicks Go o quarto. Sleepy Eyes Todd completou o marcador.

Treinado pelo campeoníssimo John Gosden, Mishriff passa a contar com 5 vitórias em 9 saídas. No ano passado, havia brilhado ao conquistar o Prix Du Jockey Club (G1) – Derby Francês – além de outras duas provas clássicas.

Tempo de 1:49.59.

Mais notícias

La Vie En Rose: o hino da vitória na Gávea

Corredora de Neverending Stud retornou ao Rio de Janeiro para vencer o GP Duque de Caxias (gr.II).

Ler na íntegra

Authentic vinga no Eclipse Awards: “uma pule de dez” na premiação norte-americana

Filho de Into Mischief, recém retirado à reprodução, foi eleito Cavalo do Ano do Estados Unidos, em 2020.

Ler na íntegra

EUA: Touriga rende bem e obtém quarto lugar em G3

Crioula da Fazenda Mondesir chegou a 1 corpo e ½ da irlandesa Elizabeth Way no The Very One Stakes (G3).

Ler na íntegra