Banner Haras Regina Topo
09 jun 2019 | 23:56:46

SP: História da Arte, rumo à tríplice coroa. High Fly vence nos 2.400 metros

Animais do Stud Magia e do Stud Nova República venceram as melhores provas do fim de semana, em São Paulo: Clássico Emerald Hill (L) e Prova Especial Clackson.

História da Arte venceu aos esbarros.

Imagem: Porfiro Menezes/Divulgação JCB

No sábado (8), no Jockey Club de São Paulo, dois embates da chamada clássica local foram disputados.

Confirmando a vitória obtida em sua estreia, quando conquistou a Prova Especial Joaquim da Cunha Bueno, História da Arte, filha de Hinton Wells e Erotic Like (Ghadeer), de criação e propriedade do Stud Magia, venceu o Clássico Emerald Hill (L), em 1.600m na pista de grama (pesada, com 8m de cerca móvel), para potrancas de 3 anos. A prova marcou embate preparatório para a tríplice coroa, que se avizinha.

Com M. Silva “up”, História da Arte vigiou a briga inicial, entre Sassy Race (Salto) e Ternura de Birigui (Adriano). Na reta final, passou como quis pelas adversárias, vencendo com ampla facilidade. Nala (Setembro Chove) formou a dupla a 7 corpos e ¾. Sassy Race (15 e ¾) e Ternura de Birigui (39 e ¼) depois.

Treinada por Eduardo Garcia, História de Arte percorreu a distância no tempo de 1:40.24, com finais de 24.91 e 12.47.

Alguns páreos adiante, foi a vez de High Fly, 4 anos, filho de Watchmon e High Castle (Inexplicable), de criação do Haras Cruz de Pedra e propriedade do Stud Nova República, largar e acabar na Prova Especial Clackson, em 2.400m na pista de grama (pesada, com 8m de cerca móvel), para produtos de 3 e mais anos.

Conduzido por Everton Pereira, High Fly abriu, na reta oposta, algo em torno de 20 corpos sobre Mister Pipo (T. H. Approval), que era o segundo colocado. No tiro direto, a vantagem detida pelo ponteiro ainda era enorme. Assim, por maior que tenha sido o esforço de Power-Quark (Quick Road) em alcançar o High Fly, este alcançou o disco 1 corpo e ¼ à frente do favorito, que teve de se contentar com o segundo posto. Mister Pipo (8 e ¼) foi o terceiro. Frappatore (por Mr. Nedawi, 8 e ¼) e Anthony Quinn (por Elusive Quality, 14 e ½) completaram o marcador.

Depois, Boris do Jaguarete e Grenadier.

Recebendo treinamento de P. A. Carvalho, High Fly conquistou a sétima vitória em 28 saídas. Tempo de 2:35.88, com finais de 24.91 e 12.10.

Mais notícias

Schweinsteiger comanda dobrada do Haras Rio Iguassu no Clássico Ciro Frare (L)

Embate dos velocistas marcou a primeira prova clássica da jornada máxima paranaense.

Ler na íntegra

Breeders’ Cup registra recorde de 221 pré-inscrições. Quarteto de Cordas está na lista da BC Turf

Festival norte-americano será realizado nos dias 2 e 3 de novembro, em Churchill Downs.

Ler na íntegra

Velha Máquina prevalece no GP Presidente Edmundo Pires de Oliveira Dias (gr.III)

Filha do nacional Redattore pertence ao Stud Tamoio.

Ler na íntegra