Banner Haras Regina Topo
26 Abr 2017 | 07:47:47

SporTV exibe matéria sobre o lado turfista de Paolo Guerrero

Relação do atacante do Flamengo junto aos cavalos voltou a ser destacada pela grande mídia

Craque do Flamengo, e da seleção peruana, Guerrero é um entusiasta do turfe

Atravessando ótimo momento na equipe do Flamengo, o futebolista peruano Paolo Guerrero é, com frequência, matéria de capa e manchete dos principais noticiários esportivos do país. E nessa semana a paixão do atacante peruano pelo mundo do turfe voltou a ser retratada, em matéria apresentada pelo canal de televisão fechada, SporTV, nessa terça-feira (25). 

A reportagem, de pouco mais de 3 minutos, compara o turfe na vida de Guerrero a hobbies de outros atletas conhecidos. Imagens do Hipódromo da Gávea e do Centro de Treinamentos Verde Preto (onde o atleta mantem seus cavalos no Brasil) também são exibidas ao longo do vídeo - que conta, ainda, com depoimentos do jóquei Waldomiro Blandi e do treinador Roberto Solanés.

Titular do Stud Alessio & Naela, Guerrero "debutou" no turfe brasileiro com a aquisição de um lote de potros, em maio do ano passado. Em seu país natal, todavia, o desportista peruano já possui histórico vitorioso como proprietário. Dentre seus corredores mais ilustres está Elbchaussee, um múltiplo ganhador clássico - incluindo o Clásico Jockey Club Del Peru (gr.I) - que acaba de ser condecorado como "cavalo do ano" e "melhor fundista" do turfe peruano em 2016.

Clique aqui e confira a íntegra da matéria.

Mais notícias

EUA: em nova cocheira, Juno readquire padrão e entra terceiro em G2 a apenas 3/4 de corpo

Crioula do Stud Chesapeake deu "fila" no Royal Heroine Stakes (gr.II), em Santa Anita Park

Ler na íntegra

Charme, chuva e pista cheia: Churchill Downs sedia mais um Kentucky Derby

Norte-americanos assistirão à 143ª edição de sua mais importante corrida.

Ler na íntegra

Mercado: filha de Tapit, Bellavais lidera preços no primeiro dia de vendas em Keeneland

O Keeneland January Sale teve início nessa segunda-feira (6). Em comparação a 2017, média do primeiro dia cresceu 10,57%.

Ler na íntegra