29 jul 2020 | 19:20:26

Após quarta vitória na Goodwood Cup (G1), Stradivarius mira Arco do Triunfo

Alazão, que se posta entre os melhores fundistas da história, será inscrito na prova máxima do turfe francês.

Stradivarius: fundista de enorme talento

Imagem: Getty Images/Punters.com.au

No último final de semana, Stradivarius conquistou feito, até então, jamais obtido por qualquer outro animal, ao vencer, pela quarta vez, a Goodwood Cup (G1). Agora, o alazão entrará em rota de preparação para sua primeira tentativa no Prix l`Arc de Triomphe (G1).

Disputada desde a primeira metade do século XIX, a Goodwood Cup, por longo período, gozou do prestígio conferido às provas de fundo, na Europa. Com o passar do tempo e a perda de relevância deste segmento da indústria turfística (provocada por um mercado cada vez mais sedento por precocidade), os 3.200 metros (originalmente, 3.600) de extensão da prova perderam boa parte dos holofotes. O êxito de Stradivarius, entretanto, ganhou os noticiários especializados do mundo todo, colocando o páreo, novamente, em evidência.

Mesmo tendo, pelo caminho, o ganhador do Irish Derby (G1), Santiago, Stradivarius provou, mais uma vez, seu enorme talento. Frankie Dettori, que arriscou fazer a partida em Stradivarius, pelas balizas de dentro, quase viu tudo ir por água abaixo, à medida que não havia espaço para o arremate de seu conduzido. Quando a passagem surgiu, porém, a 300 metros do disco, o alazão reduziu seus adversários (incluindo Santiago, o 3º colocado) à condição de meros coadjuvantes.

Filho de Sea The Stars e Private Life (Bering), Stradivarius é um 6 anos, criado, na Irlanda, por Bjorn Nielsen, também seu proprietário. Treinado por John Gosden, soma 16 primeiros lugares em 23 saídas. Não apenas fez história, em Goodwood, como também está próximo de fazê-lo, em Ascot. Atual tricampeão da Ascot Gold Cup (G1), ele encontra-se a uma vitória de igualar os 4 êxitos conseguidos, exclusivamente, por Yeats.

Pouco após sua magna conquista, Stradivarius passou a estampar notícias na mídia turfística, por outro motivo. Conforme antecipado, foi anunciada sua inscrição no “Arco” do próximo mês de outubro. Para o importante compromisso, entretanto, já é sabido: não contará com Dettori seu companheiro, de tantas glórias, que estará no dorso de outro animal a um passo da eternidade: Enable.

Mais notícias

Ficante supera Cônsul American em Cidade Jardim

Farda do Haras Basano brilhou na Prova Especial Comunidade Árabe.

Ler na íntegra

EUA: Juno faz forfait em G2 por mudança de pista (atualizado)

Destaque da programação de ontem (18) em Santa Anita Park, nos Estados Unidos, o Buena Vista Stakes (gr.II), para éguas de 4 e mais anos, com US$ 200 mil de bolsa, marcaria o retorno da brasileira Juno (por Setembro Chove, de criação do Stud Chesapeake) às competições. A corredora, todavia, fez forfait, em razão da mudança de pista da raia... [continua ]

Ler na íntegra

EUA: garanhões nascidos a partir de 2020 terão limitação de coberturas

Regra, agora formalizada, do Jockey Club estadunidense limitará o número de 140 éguas, por temporada, a serem padreadas por garanhões nascidos a partir de 2020.

Ler na íntegra