03 abr 2021 | 18:48:16

Chegou a vez de Muguruza: vitória firme no GP Prefeito Fábio da Silva Prado (G2)

Filha do nacional Alcorano pertence ao Stud Casablanca.

Muguruza: rumo ao OSAF

Imagem: Porfírio Menezes/Divulgação JCSP

Principal embate deste sábado (3), no Jockey Club de São Paulo, o Grande Prêmio Prefeito Fábio da Silva Prado (G2), em 2.000m na pista de grama (leve), para éguas de 3 e mais anos, marcou êxito da sempre presente e agora vitoriosa, em definitivo, Muguruza, 3 anos, filha do nacional Alcorano e Pontallmaghe (King Charlemag), de criação de Luiz Fernando Cirne Lima e propriedade do Stud Casablanca.

On And On, pelos paus, foi a primeira a aparecer. A ponteira, contudo, passou a desgarrar, a partir da seta da última milha, de tal modo que Saxshow e História da Arte, forçando pelas balizas de dentro, embolaram na briga pela ponta.

Quando Cherry Salto, porém, forçou, em busca da ponta, não houve quem corresse à sua frente. Michel Platini, de modo prudente, não se envolveu na disputa, com Muguruza: ganhava precioso terreno ao “fazer tudo” pela baliza 1, na quinta posição.

No tiro direto, Cherry Salto e On And On desgarraram, permitindo que Saxshow passasse, “limpa”, por dentro. Ocorre que Saxshow também mantinha aberta uma brecha, em relação à cerca e foi por ali mesmo que Platini lançou a sua Muguruza, a 400 metros do disco.

Tomando a ponta, 100 metros adiante, Muguruza chegou a ser assediada por Happy Party, que, numa longa partida, arrematou com força, nos 200 finais. Desta feita, porém, não houve quem adiasse a já madura vitória de Muguruza. Mantendo-se, firme, na ponta, bateu Happy Party por 3 corpos e ½, em ponta e dupla do treinador Valter dos Santos Lopes.

Saxshow foi a terceira. Odete-Dete e História da Arte completaram o marcador. Depois, New Gray, Ond And On e Cherry Salto.

Muguruza passa a contar com 4 vitórias (a 2ª clássica) em 12 saídas. Tempo de 2:00.94, com finais de 25.33 e 12.68.

Mais notícias

Troféu Mossoró: No Regrets, o animal do ano do turfe brasileiro

Nome da tríplice coroada carioca restou eleito no momento mais aguardado da premiação realizada neste sábado (5), no Jockey Club Brasileiro.

Ler na íntegra

Em atropelada fulminante, Invader vence o Clássico Luiz Rigoni (L)

Milheiro do Stud Estelinha não deu chance aos rivais no teste para a Milha Internacional.

Ler na íntegra

Não Da Mais (para os adversários): festa brasileira no GP Carlos Pellegrini (gr.I).

Brilho intenso de Afonso Flório Barbosa, Carlos Lavor e Haras Phillipson.

Ler na íntegra