18 maio 2024 | 21:36:20

Com Champagne Rosé, o brinde da vitória, no Grande Prêmio OSAF (G1)

Invicta em Cidade Jardim, corredora da Fazenda Mondesir conquistou sua mais importante vitória, até aqui.


No "OSAF", Champagne Rosé conquistou vitória plena de autoridade.

Imagem: Porfírio Menezes/Divulgação JCSP

Defensora de um dos maiores favoritismos, dentre os páreos clássicos da semana máxima paulista, Champagne Rosé fez jus aos comentários e conquistou vitória, plena de autoridade, no Grande Prêmio Organização Sul-Americana de Fomento ao Puro Sangue Inglês (G1). O páreo foi disputado neste sábado (18) em 2.000m na raia de grama (leve), por éguas de 3 e mais anos.

Trata-se de uma potranca de 3 anos, filha de Agnes Gold e Newport Beach (Pioneering), de criação e propriedade da Fazenda Mondesir.

Dada a partida, Rhode Island fez questão da ponta. Sabedor do poderio de sua conduzida e para evitar qualquer complicação, André Luiz Silva não titubeou e lançou Champagne Rosé à segunda colocação. Flying Star e D'Yquem completavam o lote das quatro primeiras, correndo Shallow Now em quinto.

Na cabeceira da curva, percebeu-se que o ritmo do páreo perdeu, em intensidade. Todos os jóqueis traziam suas montarias apoiadas. Shallow Now crescia, por fora de Champagne Rosé, e Q'Luz do Iguassu apresentava-se, em evolução, pelas balizas de dentro.

Abordada a reta final, Champagne Rosé logo carregou sobre Rhode Island e, em rápidos galões, abriu boa margem à frente do pelotão. "Colando" na cerca interna, a alazã fez da baliza 1 sua trilha para a vitória. 

Sem dar impressão de que perderia o páreo, em qualquer altura do tiro direto, Champagne Rosé produziu atuação à altura de sua reputação. Seguindo, incólume, até o disco, derrotou Q'Luz do Iguassu, de ótima atuação, por 3 corpos e 3/4. Sempre conferindo, Flying Star foi a terceira. Dash And Play competou a quadrifeta das potrancas de 3 anos e Miss Marcela deu números finais ao marcador.

Depois, Quatá, D'Yquem, Literatura, Qumprida Meleca, Rondonia do Futuro, Cervinia, Shallow Now, Lavínia e Rhode Island.

Treinada, em Curitiba/PR, por Márcio Ferreira Gusso, Champagne Rosé obteve sua quarta vitória (a segunda clássica) em 5 corridas. Invicta na raia de Cidade Jardim, percorreu a distância na marca de 1:58.45.

Mais notícias

Orfeu Negro obtém primeira vitória, diretamente, no G1 do GP Jockey Club Brasileiro

Filho de Agnes Gold rendeu 5ª conquista do páreo ao Stud Eternamente Rio.

Reunião diurna marca encontro das corridas gaúchas e paranaenses

Simulcasting entre Curitiba e Porto Alegre acontecerá amanhã, no feriado de 7 de setembro.

Quisar ratifica liderança e invencibilidade no Clássico ABCPCC (L)

Tordilho do Haras Cambay somou novo êxito clássico à campanha.