16 jun 2022 | 18:22:28

Com facilidade e em recorde, El Cosechero brilha no Cristal

Filho do nacional Alcorano, pertencente a Fabiane de Mattos, venceu o Clássico Almirante Marquês de Tamandaré.


El Cosechero reapareceu com vitória expressiva

Imagem: Transmissão JCRS

Destaque da jornada realizada nesta quinta-feira (16), em Porto Alegre, o Clássico Almirante Marquês de Tamandaré, em 2.000m na raia de areia, para produtos de 3 e mais anos, marcou um retorno vitorioso às competições de El Cosechero, 4 anos, filho do nacional Alcorano e Beatrix (Linngari), de criação e propriedade de Fabiane de Mattos.

Enquanto Ghost Breakers e Grandão’s Dream ditavam o ritmo do páreo, nas duas primeiras colocações, El Cosechero aparecia em quarto. Na curva, Anthony Renan deu rédeas ao favorito dos apostadores, que se aproximou, com facilidade, dos ponteiros.

No tiro direto, El Cosechero girou “engolindo” Ghost Breakers e passou a expandir sua vantagem, cada vez mais, até o disco. Numa vitória plena de facilidade, deixou Ghost Breakers a 6 corpos na formação da dupla. Summer Holiday foi o terceiro. Universal Champ e Grandão’s Dream completaram o marcador.

Depois, Red Spirit, Adriansassy e Roi C’Est Moi. Não correu: Coração Sureño.

Mesmo sem correr desde dezembro do ano passado, El Cosechero contou com um ótimo trabalho de reaparecimento de Hilton Pires que, inobstante enviar o corredor à raia para a obtenção de sua 4ª vitória (em 16 corridas), ainda viu El Cosechero bater o recorde dos dois quilômetros, no Cristal, assinalando 2:09.70 para a distância.

Mais notícias

Jackson Story vence e convence na Prova Especial Roi Normand

Arenático defende a farda do Stud Sempre Por Um Triz.

Cyrus Storm volta a impressionar e levanta a Pegasus Brasil 2021

Crioulo de Marcus José Andrade da Cunha, em defesa da farda do Stud Yellow River, venceu a versão 2021 do páreo que distribuiu mais de 200 mil em prêmios.

Copa dos Criadores: inscrição tardia do produto – aos 2 anos – poderá ser realizada até 31 de outubro

Nova redação do regulamento da Copa dos Criadores permitirá, já em 2020, que produtos de 2 anos – inclusive aqueles adquiridos em leilões – sejam inscritos até o dia 31 de outubro