01 jun 2018 | 10:51:11

Criação: morre, no Paraná, Crafy C.T.

Pai do tríplice coroado Fixador, garanhão do Haras Valente encontrava-se na iminência de completar 20 anos.


Crafty C.T. teve no tríplice coroado, Fixador, seu principal produto.

Imagem: Haras Valente (divulgação)

Morreu nesta sexta-feira (1º), no Paraná, o reprodutor Crafty C.T., 19 anos, filho de Crafty Prospector e Adriana S. (Far North). Pertencente ao Haras Valente, Crafty C.T. foi vitimado por um mau súbito, de acordo com informação de Newton Birskis, veterinário do haras.

Criado nos Estados Unidos por Richard Kaster, Crafty C.T. atuou dos 3 aos 5 anos, tendo produzido 18 saídas, das quais 4 restaram convertidas em vitórias. O êxito obtido no San Rafael Stakes (gr.II) representou o principal laurel da campanha, marcada, ainda, por colocações de realce, tais quais os terceiros lugares, para Orientate, na Breeders’ Cup Sprint (gr.I), e para Swept Overboard, no Metropolitan Handicap (gr.I).

Importado para o Brasil, realizou sua primeira temporada de monta no país em 2009. Logo na geração de estreia, revelou seu principal produto: Fixador, que no ano de 2013 escreveu seu nome no rol de tríplices coroados do turfe paulista. Colocado clássico nos Estados Unidos, atualmente serve, no Paraná, como reprodutor.

A vencedora de listed, Fatiota, e a ganhadora de provas especiais, Flexa Treze, também marcaram a letra “F” produzida por Crafty C.T., no Haras Valente.

Em outros estabelecimentos criatórios, se destacou pelos nomes de Imperial Castle (Haras Springfield, vencedor de G2 na Gávea), Grécia Central (Haras Cifra, múltipla ganhadora clássica em Cidade Jardim) e Keen of Iguassu (Haras Rio Iguassu, vencedor de listed em Curitiba).  

Crafty C.T. conta, até aqui, com um total de 215 produtos registrados no Stud Book Brasileiro. Em 2017, cobriu 28 éguas.

Mais notícias

Copa dos Criadores: balizamento das provas graduadas

Sorteio foi realizado nesta segunda-feira (1/8), com transmissão da TV Turfe.

Olhar Mágico carimba passaporte para o Grande Prêmio Paraná

Defensor da Coudelaria Baptista foi o melhor na Taça Hipódromo do Tarumã.

Com pedigree 100% brasileiro, Atletico El Culano vence o GP José Pedro Ramirez (G1)

Filho dos nacionais Alcorano e Alegre Baby rendeu a taça da maior prova uruguaia ao Haras Bagé do Sul.