08 set 2019 | 22:53:21

De ponta a ponta, Mais Que Bonita levanta a Prova Especial Joiosa

Corredora do Stud Eternamente Rio mostrou forma para o GP Rocha Faria (gr.II).

Mais Que Bonita abandonou o perdedor em alto estilo.

Imagem: Sylvio Rondinelli/Divulgação JCB

Destinada a fêmeas de 3 anos, em teste para o Grande Prêmio Rocha Faria (gr.II), do mês de outubro, a Prova Especial Joiosa, em 2.000m na raia de grama (pesada), foi disputada neste domingo (8), no Jockey Club Brasileiro. Venceu Mais Que Bonita, filha de Agnes Gold e Feia Que Dói (Scat Daddy), de criação e propriedade do Stud Eternamente Rio.

Desde a largada até a seta da última milha, Mais Que Bonita deu bastante trabalho ao jóquei Wesley da Silva Cardoso. De tanto “pedir rédeas” e escabecear, porém, a potranca teve sua “solicitação” atendida: Cardoso afrouxou o governo e permitiu que sua conduzida abrisse enorme vantagem, na primeira colocação.

No ingresso à reta final, Mais Que Bonita trazia cerca de 10 corpos sobre Menina Veneno, a segunda colocada. A grande margem somente passou a ser descontada nos últimos 200 metros, quando Menina Veneno e Hanna Gold atropelaram, a meio de raia. Não havia tempo, porém, para mais nada. Mais Que Bonita garantiu ½ corpo de vantagem sobre Hanna Gold, finalizando Menina Veneno em terceiro. La Sonata e Kate Flying completaram o marcador.

Depois, High Passion e Noble Effort.

Treinada por Luis Esteves, Mais Que Bonita somou a primeira vitória em 4 saídas. Terceira para Quick ‘n Easy no Criterium de Potrancas e vinda de formar a dupla para Happy To Be Me na Taça de Prata, Mais Que Bonita completou os dois quilômetros em 2:07.66.

Mais notícias

Alemanha: filho da brasileira Indochine vence G3 e credencia-se ao Derby

O francês Soul Train brilhou no Derby Trial Fruhjarspreis (G3).

Ler na íntegra

Quick Hillie supera Set Ton em Cidade Jardim

Defensor do Stud Boa Estrela venceu a Prova Especial Duque de Caxias.

Ler na íntegra

Prêmios da Copa dos Criadores 2019 serão pagos na sexta-feira

As bolsas do meeting ultrapassaram R$ 820.000,00 em 2019.

Ler na íntegra