09 abr 2018 | 20:41:18

Desejado Thunder: um nacional no topo da lista, em número de coberturas, no ano de 2017

Relação indica que filho do também nacional Durban Thunder, pertencente ao Haras Ponta Porã, cobriu 117 éguas no ano passado.

Desejado Thunder cobriu 117 éguas em 2017.

Imagem: Gustavo Duprat

Com 117 coberturas no segundo semestre de 2017, o nacional Desejado Thunder lidera o ranking dos garanhões, com maior número de serviços, no ano passado. Ao todo, 148 reprodutores tiveram coberturas informadas ao Stud Book Brasileiro, até o último dia 22 de março.

Pertencente ao Haras Ponta Porã, Desejado Thunder tem no precocemente desaparecido Thunder Cat, o principal produto de seu stud record, até o momento. Filho do também nacional Durban Thunder (Royal Academy) e Glorious Magee (Spend A Buck), o crioulo do Haras Alvarenga – a quem também defendeu em corrida – venceu 15 de suas 21 corridas, incluindo os Grandes Prêmios Major Suckow (gr.I) e ABCPCC (gr.I).

Desejado Thunder figura, inclusive, como um dos lotes da segunda etapa do leilão de liquidação do Haras Ponta Porã, no próximo dia 20 de abril.

O norte-americano Drosselmeyer (Distorted Humor), seguido do japonês Hat Trick (Sunday SIlence) seguem Desejado Thunder, com 100 e 86 coberturas, respectivamente. Tiger Heart (Scatmandu, 84), Agnes Gold (Sunday Silence, 78), Goldikovic (Galileo, 76), Courtier (Pioneerof The Nile, 66) e Wild Event (Wild Again, 58), Wired Bryan (Stormy Atlantic, 57) e Adriano (A. P. Indy, 54) completam o top 10.

Aqui, a lista completa – igualmente disponibilizada na coluna lateral Normativas.

Mais notícias

De ponta a ponta, Rock King vence prova especial

Defensor de Mario Sparano Vitelli conquistou a Prova Especial C.P.O.R. – Centro de Preparação de Oficiais da Reserva de São Paulo – Centro Solar dos Andradas.

Ler na íntegra

Fast Jet Court levanta a Prova Especial Eleutério Prado

Debutante vitoriosa pertence ao Haras Cima.

Ler na íntegra

Saúde animal: Pesquisa analisará método capaz de identificar micro doses de eritropoetina

Hormônio, capaz de potencializar oxigenação, entra na mira das autoridades promotoras de corridas.

Ler na íntegra