13 maio 2022 | 18:53:22

Em feito raro, Play do Iguassu emplaca nova dobrada do Rio Iguassu em G1

Um páreo após Punta do Iguassu e Pérola do Iguassu terem dominado o GP João Cecílio Ferraz (G1), Play do Igussu, ao superar Pelé do Iguassu no GP Juliano Martins (G1), garantiu mais uma dobrada em graduação máxima, para a Família Pelanda, na festa de Cidade Jardim.


Play do Iguassu (arminho vermelho) comandou a segunda dobrada em G1 do dia do Haras Rio Iguassu

Imagem: Porfírio Menezes/Divulgação JCSP

Num fato que, apesar de raro, vai de encontro à fase esplendorosa vivida pela coudelaria, o Haras Rio Iguassu conseguiu emplacar sua segunda dobrada em prova de G1, nesta sexta-feira (13), em Cidade Jardim.

No Grande Prêmio Juliano Martins (G1), em 1.500m na raia de grama (leve), para produtos de 2 anos, Play do Iguassu, filho do nacional Fixador e Acurana (esta filha do também nacional Romarin), de criação e propriedade do Haras Rio Iguassu, levou a melhor ao alcançar, nos últimos galões, seu companheiro de farda, Pelé do Iguassu.

Favorito dos apostadores, Pelé do Iguassu emplacou ritmo acentuado à competição. Charles do Broxn não lhe dava tréguas, em segundo, com Ushuaia Ibiza, representante do turfe carioca, correndo na terceira colocação. Maximal e Drautec acionavam em quarto e quinto respectivamente.

Na reta final, com Ushuaia Ibiza batido e Charles do Bronx demonstrando grande dificuldade para “chegar” em Pelé do Iguassu, este somente teve seu domínio posto em xeque quando, a 300 metros do disco, Play do Iguassu embalou, rente à cerca.

Lançado por fora de Pelé do Iguassu por Bruno Queiroz, Play do Iguassu veio buscá-lo nos últimos galões. No decisivo, sacou pescoço sobre Pelé do Iguassu, finalizando Guanguer a 1 corpo e ¾ em terceiro. Charles do Bronx e Maximal completaram o marcador.

A seguir, Aglow Way, Drautec, Ushuaia Ibiza, Gesto Nobre e Karev.

Noutro feito de expressão para a sua breve, porém já muito vitoriosa carreira, Antônio Oldoni (Curitiba/PR) encilhou Play do Iguassu para que este, debutando em São Paulo, obtivesse a 2ª vitória (1ª clássica) em 4 corridas.

Tempo de 1:28.12, com finais de 24.78 e 12.67.

Mais notícias

PR: Vienna Star larga e acaba na melhor prova da reunião

Filha do nacional Prince of Wales, pertencente a Marcus José Andrade da Cunha, venceu a Prova Especial César E. De Oliveira Franco.

Marcadores genéticos relacionados à incapacidade de transpirar são identificados em pesquisa

Fato que atormenta profissionais de todas as partes, a perda da capacidade de transpiração de equinos teve sua relação identificada, pela primeira vez, na clínica veterinária, com marcadores genéticos.

Nota de falecimento: Treinador Mário André

Mário André Imagem: Porfírio Menezes/Divulgação JCSP Faleceu nesta manhã, em sua residência, na capital paulista, aos 55 anos, o treinador Mário André. Gaúcho de Bagé, André iniciou sua carreira profissional em São Paulo como jóquei, mas, foi no cargo de treinador, que efetivamente conquistou enorme sucesso, tendo vencido, por exemplo, o Grande Prêmio São Paulo, prova principal do turfe paulista, em duas... [continua ]