21 maio 2017 | 19:26:35

Em final de rigor, Silver Prize levanta a PE Haroldo "Pangaré" Barbosa

Alazão do Stud Minion contou com direção precisa de Carlos Lavor

Silver Prize chegou ao disco um pescoço à frente de Fay (1)

Imagem: Gérson Martins

Uma das principais atrações no fim de semana carioca, a Prova Especial Haroldo "Pangaré" Barbosa, em 1.500m na pista de areia, para produtos de 3 e mais anos, teve em Silver Prize, 3 anos, filho de Public Purse e Silver Gun (Pure Prize), de criação do Stud Quintella e propriedade do Stud Minion, o seu ganhador.

Na largada, Fay (Drosselmeyer) buscou a ponta pela cerca. Forçando mais aberto, porém, Magic Citizen (Proud Citizen) fez questão do primeiro posto, deixando a potranca do Stud Rio Dois Irmãos em segundo. Silver Prize vigiava a briga, de perto, em terceiro, correndo Last Hope (Distorted Humor) e Cabecinho (Curlin) nos quarto, e quinto, postos, respectivamente. 

Ao final da reta oposta, Silver Prize passou para segundo e logo "colou" em Magic Citizen. A dupla ingressou na reta final separada por apenas 1 corpo, e logo Carlos Lavor colocou Silver Prize para correr, em perseguição ao oponente. Até os 250 finais, Silver Prize encontrou boa resistência em Magic Citizen, que, entretanto, a partir dessa altura diminuiu seu ritmo. 

Nisso, Silver Prize dominou Magic Citizen 100 metros à frente, passando a ser atacado, então, por Fay. Mas por melhor que tenha sido a "fila" dada pela potranca, Silver Prize ainda encontrou forças para resistir, por um pescoço, no espelho. Dico Zaia (Implexo) veio de longe para finalizar em terceiro, a apenas 1 corpo. A parelha favorita, de Magic Citizen (1 e 1/2) e Last Hope (3 e 1/2), completou o marcador. 

Depois chegaram Case In Point e Cabecinho. Desejado Gipsy, Fletcher e Tina Onassis não foram apresentados.

Luiz Guilherme Feijó Ulloa é o treinador de Silver Prize, que passa a contar com 4 vitórias em 10 corridas. A distância foi corrida em 1:33.53.

Mais notícias

Nadador Lô e Argona despontam como líderes no Cristal

Atrações dessa quinta-feira (23) em Porto Alegre, os Clássicos Oswaldo Aranha e J. A. Flores da Cunha, reservados a fêmeas e machos de 2 anos, respectivamente, tiveram em Argona e Nadador Lô os seus vencedores. Ambos, assim, despontam como os líderes da nova geração no Cristal.

Ler na íntegra

Nepal: escalada rumo à liderança da geração

Corredor do Haras Figueira do Lago dominou o Criterium do GP Conde de Herzberg (G2)

Ler na íntegra

Kentucky: alteração na regra antidoping amplia defesa de treinadores

Tradicional regra de responsabilidade absoluta do treinador dá lugar à possibilidade de defesa e absolvição, caso haja evidências robustas, de ausência de culpa, apresentadas pelo profissional.

Ler na íntegra