07 dez 2019 | 18:08:08

Em grande forma, Gás Ideal conquista o GP Consagração (gr.III)

Fundista do Haras Valentin anexou novo troféu à campanha.

Gás Ideal venceu com autoridade.

Imagem: Marília Lemos

Quarta e última prova da Quádrupla Coroa de Produtos, o Grande Prêmio Consagração (gr.III), em 2.800m na pista de grama (pesada, com 4m de cerca móvel), para produtos de 3 e mais anos, foi disputado neste sábado (7), em Cidade Jardim. Venceu Gás Ideal, 4 anos, filho de Wild Event e Jewelry (Gilded Time), de criação do Haras Santa Maria de Araras e propriedade do Stud Valentin.

Foi Hey Bubble quem assumiu a missão de pontear o páreo. Nhoquin e Mañana Poderosa vigiavam-lhe, de perto. Gás Ideal era o quarto.

Na abordagem da reta final, Nhoquin e Mañana Poderosa carregaram sobre Hey Bubble. Nelson Alexandre Santos, por sua vez, lançou Gás Ideal por fora do trio. Faltando 300 metros para o disco, Gás Ideal encampou tropel irresistível sobre Mañana Poderosa, que havia acabado de dominar Nhoquin.

Sem sustos, Gás Ideal livrou 1 corpo e ¾ sobre Mañana Poderosa. Este, porém, restou desclassificado, para terceiro, em razão de prejuízos causados a Nhoquin – elevado, no veredito da comissão de corridas, para a segunda posição. Orario Pubblico e Nabucodonosor completaram o marcador.

Depois, Master Tiko, Frappatore e Hey Bubble.

Treinado por Wanildo Garcia Tosta (Campinas/SP), Gás Ideal passa a contar com 3 vitórias (a segunda clássica: vinha de vencer o GP Ministra da Agricultura [gr.II]) em 13 corridas. Relógios parados no tempo de 2:57.42, com finais de 24.63 e 12.73.

 

Mais notícias

Magia Negra prevaleceu na Prova Especial Onitié

Filha do nacional Molengão, defensora do Stud Magia, atropelou com sucesso, em Cidade Jardim.

Ler na íntegra

Norma Jean conquista batismo clássico em Cidade Jardim

Defensora do Stud San Duda conquistou o Clássico Pres. Luiz Nazareno Teixeira de Assumpção (L).

Ler na íntegra

ABCPCC informa: definição da sede da Copa dos Criadores em 2018

Festival será sediado, em 2018, pelo Jockey Club Brasileiro.

Ler na íntegra