14 nov 2019 | 20:51:41

Enable repete Ouija Board e Frankel, tornando-se Animal do Ano, na Europa, pela segunda vez

Égua do Príncipe Khalid Abdullah foi aclamada o melhor animal do Velho Continente, em 2019 – dois anos após conquistar o mesmo troféu, pela primeira vez.

Enable: pela segunda vez, a Melhor do Velho Continente.

Imagem: Sporting Life

Na última terça-feira (12), em Londres, foi realizada a cerimônia do Cartier Awards, premiação anual dedicada aos melhores nomes do turfe europeu. A exemplo do ocorrido em 2017, Enable foi agraciada com o troféu de Animal do Ano, tornando-se o terceiro elemento, na história do prêmio, a vencê-lo por duas vezes.

A filha de Nathaniel e Concentric (Sadler’s Wells), de criação da Juddmonte Farms e propriedade do Príncipe Khalid Abdullah, cumpriu temporada quase perfeita, em 2019. Depois de vencer o Eclipse Stakes (gr.I), a britânica, de 5 anos, obteve dois “bicampeonatos”: no King George VI & Queen Elizabeth Stakes (gr.I) e no Yorkshire Oaks (gr.I). Ao tentar um inédito “tri” no Prix l’Arc de Triomphe (gr.I), restou suplantada por Waldgeist, no seu único revés no ano – e apenas o segundo, em toda a campanha de 15 saídas.

Antes de Enable, apenas Ouija Board (2004 e 2006) e Frankel (2011 e 2012) haviam recebido o Cartier Award de Horse of The Year.

Enable também restou eleita o Melhor Animal Adulto. Outra “barbada” da premiação, o invicto Pinatubo venceu como Melhor Potro de 2 Anos. Na categoria correspondente, destinada às fêmeas, Quadrilateral, vencedora da Fillies’ Mile (gr.I), foi a Melhor Potranca de 2 anos. Já retirado à reprodução, Too Darn Hot foi o Melhor Potro de 3 Anos, após ter sido o melhor 2 anos em 2018. Vencedora de provas de G1 entre Grã-Bretanha, França e Irlanda, Star Catcher venceu na categoria de Melhor Potranca de 3 Anos.

Blue Point, múltiplo ganhador de G1 entre Dubai e Grã-Bretanha, foi o Melhor Velocista. Stradivarius, pelo segundo ano consecutivo, o Melhor Fundista. Por fim, o Cartier Award de Honra Ao Mérito presenteou Pat Smullen, jóquei irlandês vencedor de 9 estatísticas, em seu país de origem, e de inúmeras provas de renome no turfe internacional. Em 2018, Smullen foi diagnosticado com câncer no pâncreas. Desde então, vem participando de diversas ações voltadas à conscientização sobre a doença.

Mais notícias

Wil Myers esbanja qualidade no Clássico Criadores (L)

Crioulo do Haras LLC pertence ao Stud Ajato.

Ler na íntegra

Greece levanta a Prova Especial Old Tune

Defensora do Haras Sweet Carol brilhou no melhor páreo do dia.

Ler na íntegra

EUA: Flight Time estreia domingo em stakes

Sem correr desde fevereiro de 2018, filho de Put It Back debutará no Tourist Mile Stakes.

Ler na íntegra